Reportar erro
Joana D'Arc

Taís Araújo desiste de papel por causa da cor e rende polêmica: "racismo lacrador"

Taís Araújo com expressão de surpressão e Joana D'Arc com objetos de ciência
Taís Araújo havia sido escalada para viver cientista nos cinemas, mas mudou de ideia após críticas pelo tom de pele
Redação NT

Publicado em 08/05/2019 às 09:34:53

A atriz Taís Araújo desistiu de interpretar a química brasileira Joana D'Arc Felix de Souza nos cinemas, por ter um tom de pele mais claro que o dela.

Quando foi escalada, muita gente criticou a escolha, apontando que a mulher de Lázaro Ramos era "clara demais" para viver a cientista no filme.

Agora, a própria atriz concordou e fez a revelação em entrevista ao jornal O Globo. "Achei as críticas justas. Pensei: 'Como uma pessoa que trabalha com isso, como eu, não estava alerta? Eles estão absolutamente certos'. Eu reflito o tempo inteiro sobre inclusão, representatividade e importância de todo mundo participar do mercado", disse.

"Várias atrizes com o tipo físico adequado podem fazer esse filme. Meu desejo maior é que as pessoas saibam dessa história, se inspirem e vejam como a educação pode mudar vidas", completou.

Taís Araújo afirmou ainda que pretende seguir no filme, mas com outro papel. "Posso ser a mãe, a irmã, a amiga ou alguém qeu conviveu com ela na faculdade", finalizou.

Após a declaração, outra ala seguiu criticando a atriz e apontou racismo na decisão. O vereador por São Paulo Fernando Holiday, por exemplo, disse: "A Taís Araujo não será uma personagem nos cinemas porque 'ativistas' disseram que a pele dela é 'muito clara'. A atriz acha que aceitar o papel seria ignorância. Já eu considero ignorância ser escolhido para um trabalho por meio de uma paleta de cores. Eis o racismo lacrador".

Joana D'Arc

Joana D'Arc Felix de Souza tem uma história de superação. Nasceu em Franca, no interior de São Paulo, e teve uma infância muito pobre. Mesmo assim, contornou todos os problemas e conseguiu se tornar PhD em Química na prestigiada universidade de Harvard, nos Estados Unidos.

Hoje, possui mais de 70 prêmios na carreira.

Mais Notícias