Conheça 10 filmes que não tiveram o resultado esperado nos cinemas

O Amor não tem Regras com George Clooney - Divulgação

Publicado em 19/06/2017 às 16:18:50

Por: Taty Bruzzi

Quando atores, diretores, produtores entram de cabeça em um projeto eles acreditam que aquele filme irá dar certo, conquistar o público e a crítica. Por isso, dão o melhor de si.

Entretanto, nem sempre o desfecho sai como desejado. Existem produções que, simplesmente, não deslancham. E quando isso acontece, o fracasso das bilheterias e com ações de marketing causam prejuízo. Confira 10 títulos que não deram o resultado esperado.

1 - "A Letra Escarlate" (1995)

Produzido pela Moving Pictures, produtora de Demi Moore, o filme lançado em 1995 não trouxe o retorno esperado. Além de estrelar a produção ao lado de Gary Oldman, a atriz financiou o longa. Orçado em US$50 milhões, arrecadou apenas US$10 milhões em bilheterias. Desde então, não se ouviu mais falar na produtora que pode ter fechado as portas depois deste trabalho.

2 - "O Décimo Terceiro Guerreiro" (1999)

Baseado no romance "Easters of the Dead, do autor Michael Crichton, o filme épico estrelado por Antonio Banderas custou US$160 milhões, mas garantiu apenas US$61 milhões em bilheterias. Com uma equipe de produção internacional extensa, o longa contou com cenas regravadas durante dois anos com o intuito de melhorar sua qualidade, além de diálogos em diversos idiomas como árabe, sueco e latim, além do próprio inglês, o que acabou encarecendo ainda mais a obra, que ficou com um prejuízo de milhões de dólares.

3 - "Pluto Nash" (2002)

Conhecido por franquias de sucesso como "Um tira da Pesada" e "Dr. Dolitlle", Eddiew Murphy estrelou em 2002 a comédia futurista "Pluto Nash". Com investimento de US$100 milhões, o filme arrecadou apenas US$7 milhões nas salas Norte-Americanas e acabou ficando de fora dos cinemas brasileiros. O desempenho foi tão ruim que a produção ainda teve que superar as indicações ao Framboesa de Ouro como Pior Filme, Pior Ator, Pior Diretor, Pior Roteiro e Pior Casal na Tela.

4 - "Sahara" (2005)

Nem mesmo a participação de Mathew McConaughey e Penélope Cruz conseguiram impedir o fracasso do filme. Baseado no livro homônimo, a produção ficou orçada em US$160 milhões, mas só conseguiu arrecadar US$119 milhões. Foi alvo de críticas e, ainda, teve um prejuízo de quase US$100 milhões gastos com a produção e divulgação.

5 - "O Amor não tem Regras" (2008)

Foi o primeiro filme da produtora de George Clooney, a Smokehouse Pictures. O astro ainda escreveu o roteiro, dirigiu e estrelou a trama, que foi um fracasso de bilheteria, arrecadando apenas US$41 milhões, sendo que o investimento ficou em US$58 milhões.

6 - "Eu Odeio o Dia dos Namorados" (2009)

Nia Vardalos escreveu o roteiro de "Eu Odeio o Dia dos Namorados" para o teatro, mas decidiu adaptá-lo para o cinema e convidar o colega, John Corbett, para repetir a parceria iniciada em "O Casamento Grego", mas nem de longe o filme lembrou a comédia romântica lançada em 2002. Em sua estreia como diretora, o filme faturou apenas US$2 milhões em bilheterias.

7 - "John Carter – Entre Dois Mundos" (2012)

Mais uma produção da Disney com investimento alto, mas que apesar de ir bem nas bilheterias, chegando a faturar US$284 milhões, o dinheiro gasto com publicidade internacional não chegou a ser recuperado. Visto inicialmente como uma das maiores apostas comerciais do estúdio, o fracasso acabou causando a demissão do presidente da Companhia. Aqui no Brasil, a produção teve boa repercussão.

8 - "Jack: O Caçador de Gigantes" (2013)

O projeto começou em 2009 e a ideia era uma readaptação para o cinema do clássico infantil "João e o Pé de Feijão", mas acabou desandando com a troca de roteiristas e diretores no decorrer do tempo. E apesar de ter recebido críticas boas e outras ruins, o projeto custou caro e acabou levando um prejuízo de mais de US$100 milhões.

9 - "O Cavaleiro Solitário" (2013)

Com orçamento de US$250 milhões, a produção da Disney estrelada por Johnny Depp, que interpretava o índio Tonto, conseguiu pagar o investimento através das bilheterias. Porém, mesmo assim deixou um prejuízo de aproximadamente US$118 milhões, dinheiro gasto com ações de marketing.

10 - "Uma Repórter em Apuros" (2016)

Reconhecida como uma das melhores roteiristas, tendo recebido prêmios por seus trabalhos na TV, Tina Fey foi infeliz em co-produzir "Uma Repórter em Apuros". Lançado ano passado, o filme foi considerado um verdadeiro fracasso, faturando com a bilheteria um valor abaixo da metade do investimento.



publicidade

LEIA MAIS

publicidade

COMENTÁRIOS