Reportar erro
Racismo

Jean Paulo Campos, o Cirilo, apoia luta antirracista: "Ainda acontece comigo"

Ator de 17 anos elogiou protestos e desabafou sobre discriminação

Jean Paulo Campos
O ator Jean Paulo Campos
Paulo Pacheco

Publicado em 01/06/2020 às 21:40:43

Jean Paulo Campos, o eterno Cirilo de Carrossel, se posicionou a favor dos protestos antirracistas nos Estados Unidos. O ator de 17 anos, que sofreu nas mãos de Maria Joaquina na novela do SBT, desabafou em seu Instagram sobre preconceito e revelou que é discriminado mesmo sendo artista.

"Muita gente está se unindo nessa causa com a raça negra, e eu estou extremamente feliz. Eu não costumo vir aqui no meu Instagram para falar sobre essas coisas, porque tento ao máximo trazer muita felicidade, mas muitas vezes umas coisas acabam afetando e eu não estou aqui para fazer nenhum personagem para vocês", disse Jean Paulo em sua rede social.

O ator também citou um verso da música "War", de Bob Marley, para apoiar a luta antirracista.

"Uma frase que vi e me tocou bastante esses dias é: 'Enquanto a cor da pele for mais importante do que o brilho dos olhos, haverá guerra’. Querendo ou não, é isso mesmo, nos Estados Unidos o racismo é uma coisa muito explícita, e aqui no Brasil é muito velada ainda, muita gente não acredita que tem racismo", prosseguiu ele.

Jean Paulo, na sequência, disse ainda sofrer racismo mesmo após o sucesso na TV, em novelas como Carrossel e Carinha de Anjo.

"Vou falar por mim, eu sofri, sofro racismo como qualquer outra pessoa da comunidade negra, não importam quantos personagens eu fiz, quantos trabalhos eu faço na TV, não importa o reconhecimento que eu tenho. Muito, muito disso ainda acontece, e eu estou muito feliz vendo muita gente se unindo com essa causa", afirmou.

Mais Notícias
Outros Famosos