Quebrou o pau

Ex-Casseta e autor de "Malhação" batem boca na internet: "Reacionário, grosso e histérico"

Emanuel Jacobina e Cláudio Manoel discutiram por discordâncias políticas

Ex-Casseta e autor de
Emanuel Jacobina e Cláudio Manoel brigaram nas redes sociais por causa de política. Foto: Montagem

Publicado em 19/08/2019 às 21:30:45

Por: Redação NT

Emanoel Jacobina e Cláudio Manoel não são mais amigos. O autor da atual temporada de "Malhação" e o ex-Casseta tiveram um forte bate-boca nas redes sociais por conta de discordâncias políticas. A discussão foi tão pesada a ponto do ator xingar a mãe do novelista que respondeu dizendo que o ex-amigo havia se tornado insensível.

Tudo começou quando Emanuel Jacobina postou em seu perfil pessoal no Facebook um encontro que teve com um amigo e aproveitou para fazer uma reflexão sobre o momento atual da política brasileira, criticando o presidente Jair Bolsonaro. "56 milhões de indivíduos terem votado em um miliciano, envolvido até o talo com tráfico, corrupção e defensor de tortura e de torturador desespera qualquer um", disse em trecho de seu longo texto.

Não demorou para Cláudio Manoel aparecer e dar sua visão do assunto. "Os 56 milhões sempre estiveram aí. Votando em Lula, em Dilma e em Bolsonaro. Não foram 'trocados', têm seus motivos e nosso distanciamento", filosofou o humorista no comentário da postagem

Jacobina não deixou por menos e decidiu discordar do colega. "Você apenas se tornou um reacionário. Não se sinta ofendido, é apenas uma constatação". Aparentemente Cláudio Manoel se ofendeu e muito com a situação, a tal ponto de ter ido para a briga. "Pena que você tenha ficado tão raso e agressor (...) E eu me sinto ofendido sim (...) E já que fomos íntimos um dia, o mínimo de reciprocidade: reacionário é o c* da sua mãe. Sem ofensas", cravou.

A partir daí, a discussão descambou para o bate boca e os dois passaram a trocar acusações. "Reacionário, indiferente à tortura e grosso. Minha mãe não tem nada a ver com isso". O humorista respondeu. "Indiferente à tortura é a p**a que o pariu. Ser grosso é atacar quem nunca te atacou. Antes de falar qualquer absurdo bote a mão na consciência". Jacobina, por fim, decidiu encerrar o assunto. "Reacionário, grosso e histérico".


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!