Reportar erro
O Tempo Não Para

Felipe Simas diz que homem continua sendo o mesmo após 132 anos: "Erros e intolerâncias se repetem"

Família e agregados ficaram congelados entre 1886 e 2018 em novela das sete, mas para Felipe Simas, o homem não mudou muito

O ator Felipe Simas
Felipe Simas é Elmo em "O Tempo Não Para" - Divulgação/TV Globo
Thiago Forato

Publicado em 02/10/2018 às 09:18:16

Ganhando grande notoriedade ao encarnar o personagem Cobra na temporada 2014 de "Malhação", Felipe Simas começou no ano anterior em "Flor do Caribe" (2013) e teve a chance de protagonizar uma novela das sete, "Totalmente Demais" (2015-2016) ao lado de Marina Ruy Barbosa.

Depois disso, foi o campeão da "Dança dos Famosos" de 2016, viveu o Caíque na supersérie "Os Dias Eram Assim" (2017) e agora está em cartaz na história de Mario Teixeira na faixa das 19h, "O Tempo Não Para", como Elmo.

Bastante diferente do florista Jonatas de "Totalmente Demais", Simas é um paulistano em "O Tempo Não Para". "Nós optamos por trazer um sotaque para o Elmo para dar identidade a esse personagem. A criação poderia soar carioca se eu não colocasse o sotaque e acho que poderia se assemelhar ao Jonatas e os outros personagens que já compus", diz Felipe Simas ao NaTelinha.

Para ele, quando você começa se expressar de uma diferente da sua natural, o esforço tem que ser maior. "Tenho feito muitos exercícios, como aquecimento vocal, trabalhar a dicção de 'R' e 'S' e outros", conta.

Felipe Simas diz que homem continua sendo o mesmo após 132 anos: \"Erros e intolerâncias se repetem\"

Embarcando em uma relação com Miss Celine (Maria Eduarda de Carvalho), Simas acredita que o mais interessante disso tudo é a descoberta. "Acho que algo interessante é não saber o que cada um pensa e o que se passa na mente do outro", fala.

De 1886 para 2018, tempo em que a família Sabino Machado ficou congelado, se passaram 132 anos. Para o ator, tudo mudou. "Em relação a cultura, arquitetura, estudo... As coisas mudaram, mas o homem continua sendo o mesmo. Então os erros e as intolerâncias se repetem. Acredito que a gente, como ser humano, esteja em um processo de evolução", opina.

Segundo Simas, 132 anos é pouco tempo para existir uma diferença maior: "Mas acredito no ser humano. Espero que daqui a 100 anos, o futuro seja bem melhor do que o presente de agora".

Felipe Simas diz que homem continua sendo o mesmo após 132 anos: \"Erros e intolerâncias se repetem\"

Tendo protagonizado "Totalmente Demais", a novela tem feito sucesso pelo mundo afora, sendo uma das campeãs de exportação da Globo em feiras de TV. Transmitida em países da América Latina, Europa e até Oriente Médio, o ator admite que recebe mensagens de vários países. "Nem todas consigo entender, mas agradeço o carinho de sempre", diz.

Na pele do florista Jonatas, o ator acredita que toda novela que tem como enredo as relações humanas, caminha para o sucesso. "'Totalmente Demais' é uma fábula muito real que, entre outras tramas, retratou a realidade. Desde a criação dele [Jonatas], passei a olhar os meninos que trabalham na rua com outros olhos. Todos são Jonatas para mim. Todos têm uma história, uma família que depende dele", observa.

A história criada por Rosane Svartman e Paulo Halm, segundo ele, acaba entrando no imaginário porque o público gosta de sair um pouco da realidade. "É uma fábula que um cara, o Arthur (Fábio Assunção), transforma a menina que vem do interior fugida e acaba se apaixonando por ela", lembra. Eliza foi transformada em uma princesa por Arthur, que venceu o concurso Totalmente Demais. "Foi uma honra fazer parte desse time", agradece Simas.

Mais Notícias
Outros Famosos