Polêmica

Charlie Sheen é acusado de provocar a morte do seu ex-assistente pessoal


chalie-sheen_9486bb4a39ff209b8f4a682f8830b3300bae54d6.jpeg
Divulgação

Um dos atores mais problemáticos de Hollywood, Charlie Sheen acaba de ser envolvido em mais um assunto polêmico. O ex-astro da série “Two and a Half Man” é acusado de provocar a morte de seu ex-assistente pessoal, Rick Calamaro.

A denúncia partiu de Lenny Dykstra, ex-amigo do ator. Em entrevista ao site The Hollywood Reporter, o também ex-jogador de beisebol disse que o caso aconteceu em 2012.

De acordo com Dykstra, Calamaro morreu em seu apartamento por decorrência de uma overdose acidental. Entretanto, Charlie Sheen teria confessado sua responsabilidade no crime.

Na ocasião, o ex-atleta havia acabado de sair da cadeia depois de uma temporada preso por roubo de carro. Ao encontra-se com o ator, ele perguntou o que aconteceu com o ex-amigo.

Então, Sheen teria confessado a armação. “Você quer saber do Rick morto? A porr* que aconteceu é que aquele filho da p**a tentou me chantagear, pediu US$ 5 milhões. Então mandei congelá-lo”, contou.

Ainda segundo Dykstra, o ator enviou à Calamaro uma dose letal de drogas, misturando várias substâncias ao produto que seria consumido por seu assistente. Ao ser procurado pelo The Hollywood Reporter, Shane Bernard, advogado de Sheen, negou às acusações e chamou Dykstra de “perturbado, vil e ridículo”.

Mais Notícias
Outros Famosos