Crime no reality

Delegado ouvirá Paula e Rodrigo do "BBB19" no hotel

Segundo ele, Paula teria cometido crime contra Rodrigo e ele poderá abrir processo contra

BBB19
Paula e Rodrigo, do "BBB19" - Foto: Reprodução
Foto do Colunista / Jornalista

Laís Lubrani
i

Laís Lubrani

Laís Lubrani é jornalista, ama o mundo da televisão e é apaixonada por escrever. Juntou as duas paixões e integra o time de repórteres e colunistas do NaTelinha

Publicado em 23/03/2019 às 18:40:00

O delegado titular da DECRADI (Delegacia de Combate à Intolerância Religiosa), Gilbert Uzeda, avisou a Globo que
Paula Sperling e Rodrigo França, participantes do "BBB19" serão interrogados no hotel, assim que deixarem a casa.

Segundo Gilbert, ele não convoca os participantes para depor agora porque teriam que deixar o programa e assim, seriam eliminados. Para ele, essa medida seria injusta para Rodrigo, que seria vítima duas vezes - pela intolerância e pela injusta
eliminação.

O delegado informou que a convocação será feita para saber se Rodrigo pretende levar adiante a denúncia de "racismo religioso" contra Paula: "Como se trata de um crime de ação penal pública condicionada a uma representação, significa que a continuidade do procedimento depende do ofendido (Rodrigo) manifestar o interesse em levar o caso adiante", disse ele ao colunista Leo Dias.

Paula tem sido protagonista de várias polêmicas. Para Rodrigo, a loira chegou a declarar que tem medo dele, porque "ele tem contato com esse negócio de Oxum". Oxum é uma das divindades negras cultuadas por adeptos do candomblé e da
umbanda, religiões de origem africana. 


publicidade

TAGS:

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!