Carnaval 2024

Sapucaí 40 anos: As polêmicas desde a 1ª peladona à guerra da Globo com a Manchete pelo Carnaval

Sambódromo do Rio de Janeiro está completando 40 anos em 2024


Montagem com Enoli Lara e a logo da Globo e Manchete
Enoli Lara foi a primeira mulher a surgir totalmente nua - Foto: Montagem/NaTelinha
Por Redação NT

Publicado em 11/02/2024 às 08:10,
atualizado em 11/02/2024 às 09:32

Os desfiles das escolas de samba do Rio na Marquês de Sapucaí completam 40 anos em 2024, cheios de histórias que envolvem nudes com presidente, astros internacionais, briga entre Globo e TV Manchete (1983 - 1999) e muitas polêmicas. O espaço foi idealizado por Darcy Ribeiro durante o governo Brizola, com assinatura de projeto de Oscar Niemeyer, e virou o marco do Carnaval carioca rumo à sua profissionalização.

Sambódromo do Rio tem pista branca à pedido da TV Manchete 

De sumiço a acusação de racismo: O que aconteceu com as 5 Globelezas?

Os desfiles aconteciam na Avenida Presidente Vargas, no Centro da cidade carioca, mas depois foram transferidos para a Avenida Marquês de Sapucaí. A obra começou em outubro de 1983 e foi entregue em apenas quatro meses, em cima da hora para receber o Carnaval de 1984.

O espaço tem 700 metros de extensão e 13 metros de largura. Em 1994, o Sambódromo foi tombado como patrimônio histórico cultural.

Confira as histórias dos 40 anos de Carnaval da Avenida Marquês de Sapucaí:

Globo e TV Manchete

No começo dos anos 80, Brizola e a Globo se odiavam. A TV carioca e o governo do Rio de Janeiro começaram a conversar sobre os direitos de passar o Carnaval, mas não se acertaram por causa da treta entre o Boni, o chefão da Globo, e o vice-governador Darcy Ribeiro.

A turma da TV Manchete aproveitou e fechou com Brizola, pagando 210 milhões de cruzeiros. Globo ficou na vontade de dividir a transmissão. Boni contou, em 2011, no seu livro, que tomou um “golpe” da Manchete.

“O governo, com o sambódromo na mão, assumiu a negociação dos direitos. A coisa foi engrossando e, pressionado, achei uma saída: combinei com o Moysés Weltman [então diretor de programação da Manchete], que ele compraria o Carnaval sozinho e depois repassaria a minha parte. Esse compromisso foi assumido pedra e cal, depois dele ter consultado o Adolfo Bloch. Uma vez assinado o contrato, no entanto, o Weltman não me atendia mais, e o Bloch não respondia nenhum telefonema do dr. Roberto Marinho, que declarou guerra ao Adolpho Bloch. Ficamos fora do Carnaval”, escreveu Boni em seu livro.

Nudes com Itamar Franco

Em 1994, a modelo Lilian Ramos arrasou em cima de um dos carros da Viradouro. Mas o que pegou fogo mesmo foi a foto dela sem calcinha do lado do presidente Itamar Franco, num camarote da Sapucaí. A foto saiu na capa do Jornal O Globo e deu o maior bafafá. Depois da confusão ela se mandou pra Itália.

 “Um dos motivos que fui embora do Brasil é que fiquei com medo. Entrei um pouco em depressão, fui na praia do Ceará, me isolei por dez dias. E pensei, 'o que eu tô fazendo?' Eu não fiz nada de mais. Por que eu devo me esconder?”, disse Lilian Ramos no Programa do Gugu (2016).

Astros internacionais

No aniversário de 40 anos do sambódromo, muita gente famosa internacional já se jogou na folia das Escolas de Samba. Teve: Vincent Cassel, Madonna, Paris Hilton, Tom Brady, Jennifer Lopez, Fergie, Kanye West, Will Smith, e mais um monte.

Cachês milionários

Pra divulgar seus espaços, os camarotes costumam pagar uma grana pra artistas tops pra dar uma passadinha lá. Em 2023, a brasileira Gisele Bündchen levou uma bolada de US$ 2 milhões, o mesmo que R$ 10 milhões - ou R$ 57 mil por minuto, só pra ficar 3 horas lá. O valor deixou os foliões de boca aberta.

Luma de Oliveira

No Carnaval de 1998, a Luma de Oliveira era a rainha de bateria da Portela, que tava casada com o bilionário Eike Batista há seis anos, e resolveu homenagear o maridão com um detalhe da sua fantasia, uma coleira com o nome dele. A Luma de Oliveira não imaginava, mas, a coleira deu o que falar e virou um escândalo nacional. Muita gente falou que ela tava sendo uma mulher submissa.

Sapucaí 40 anos: As polêmicas desde a 1ª peladona à guerra da Globo com a Manchete pelo Carnaval

Nudes na avenida

Em 1989, a União da Ilha do Governador escolheu o enredo Festa Profana. No topo do carro Romã Pagã, a modelo Enoli Lara sambava sem calcinha ou tapa-sexo, enquanto seu corpo era filmado pelas câmeras da Globo e da Manchete.

Assim, Enoli tornou-se a primeira mulher a aparecer completamente nua na avenida. As cenas geraram uma polêmica. No ano seguinte, em reação ao desfile da União da Ilha, a Liga das Escolas de Samba proibiu a exibição de “genitálias desnudas” em qualquer desfile.

Sapucaí 40 anos: As polêmicas desde a 1ª peladona à guerra da Globo com a Manchete pelo Carnaval

Silvio Santos na Globo

No ano de 2001, Silvio Santos virou o samba-enredo da Tradição, escola de samba do Rio de Janeiro. O patrão do SBT deu as caras por mais de uma hora na Globo e bateu o recorde de audiência.

Foram 38 alas e oito carros alegóricos mostrando a história do vendedor que virou dono de TV. Com a galera gritando “é campeão”, “Silvio Santos vem aí” e “Silvio Santos, cadê você? Eu vim aqui só pra te ver”, o chefão do SBT fez 39 pontos no Ibope pra Globo, ficando em primeiro lugar.

Assista à cobertura do SBT sobre a participação de Silvio Santos na Sapucaí:

Imagem da thumbnail do vídeo

Mais Notícias

Enviar notícia por e-mail


Compartilhe com um amigo


Reportar erro


Descreva o problema encontrado