Exclusivo

Tiago Abravanel adia casamento e diz se convenceu Silvio Santos a fazer live

Apresentador comandará transmissão beneficente nas redes sociais do SBT

Tiago Abravanel adia casamento e diz se convenceu Silvio Santos a fazer live
Tiago Abravanel apresentará live beneficente nas redes sociais do SBT

Publicado em 21/05/2020 às 04:59:00

Por: Paulo Pacheco

Onde tem festa tem Tiago Abravanel. Entretanto, os eventos pararam com a pandemia do novo coronavírus e o artista de 32 anos precisou adaptar a carreira na internet. Ele tem compartilhado momentos íntimos em sua rede social e já realizou uma live de quatro horas no Instagram. Nesta quinta-feira (21), comandará uma transmissão ao vivo beneficente, a Live na Abravalândia.

"Esta live é solidária, em que vamos ajudar uma instituição em que acredito muito e que também está precisando neste momento, a AACD. Uma live em que eu quis trazer o máximo de intimidade possível para as pessoas conhecerem um pouco do meu universo, do que eu gosto, trazer as pessoas para dentro da minha casa, com leveza, com alegria, com espontaneidade, se conectando com as pessoas que estiverem nas lives, vamos chamar algumas para participarem ao vivo”, antecipa Tiago Abravanel em entrevista ao NaTelinha

A live beneficente será transmitida nas redes sociais do SBT, que anualmente colabora com a AACD por meio do Teleton. Além de arrecadar doações para a entidade, Tiago Abravanel receberá convidados como Thiaguinho, Preta Gil, Sergio Mallandro e Rafa Kalimann.

“A gente vai se divertir e curtir essa noite de quinta-feira com amor, carinho e consciência, e tentando trazer alívio para as pessoas que estão em casa passando por esse isolamento e às vezes tristes, com altos e baixos de emoção. A gente vem para trazer essa leveza como é o meu trabalho na vida normal”, afirma o apresentador.

Na entrevista, Tiago Abravanel ainda fala sobre a interrupção de seus projetos como artista e empresário, o adiamento de seu casamento com o produtor cultural Fernando Poli e o estado atual de Silvio Santos, confinado em sua mansão para se proteger do coronavírus. 

Tiago, você é muito requisitado para shows, casamentos e eventos corporativos. Com a pandemia, como foi para você interromper toda a agenda e não saber quando poderá trabalhar nestas festas?

Tiago Abravanel - Tirou a gente de uma rotina que, na verdade, não existe. Acho que pelo fato de eu trabalhar com eventos, não temos uma rotina pré-estabelecida, não tem garantia de nada essa vida de freelancer. É natural que os eventos onde acontecem aglomerações vão ser os primeiros a cessar. Claro, é muito difícil para mim pensar em toda a minha equipe, meus músicos, meus técnicos, que estão trabalhando pouquíssimo, muitos deles não têm outra fonte de renda, mas de certa forma a gente está tentando se reinventar e vendo possibilidades de atender ao mercado corporativo e social de maneira digital, e, consequentemente, não deixando que meus músicos e minha equipe fiquem totalmente prejudicados neste momento.

Você tem divertido seus seguidores mostrando sua rotina durante a quarentena. Conversar com o público te ajuda a lidar com a realidade da pandemia? Fora das redes sociais, como está seu dia a dia? O que a câmera do seu celular não mostra?

Tiago Abravanel - Em inúmeros momentos, as redes sociais foram criticadas, até mesmo por mim, pela gente acabar perdendo as relações interpessoais ao vivo. Em um momento como esse, ela vem para, justamente, fazer o contrário do que a gente critica na vida real: nos aproximar. Por essa loucura, acho que fez com que a gente se conectasse através das redes de forma afetiva, consciente, cada um da sua maneira, uns trazendo alegria, outros trazendo informação, outros reflexão, outros espiritualidade. Acho que cada um tem uma função no mundo, e acho que nesse momento que a gente está vivendo a gente continua tendo essas funções. Através da rede social, podemos trazer essas reflexões e esse ponto de alívio para uma coisa que é tão incerta para nós e para todo mundo.

Além de artista, você é empresário, sócio de uma confeitaria que estava em obras antes do início da quarentena. A pandemia interferiu diretamente na expansão da rede? Como andam os negócios com os pijamas? As pessoas têm procurado a marca porque estão em casa?

Tiago Abravanel - Inevitavelmente, as coisas mudaram com a questão da pandemia. Tudo teve de ser adaptado. Tínhamos uma loja para inaugurar e que não pudemos obviamente pela situação em que a gente vive, mas a loja funciona por delivery. Este mercado, para quem já estava dentro dele, talvez tenha sido um refúgio positivo, então nós, graças a Deus, estamos caminhando positivamente nesse universo do delivery, nos adaptando a todas as situações que a gente vive, tomando todas as precauções de segurança, de higiene e tudo. Claro que não vamos a hora de tudo passar para evoluirmos com a marca e crescer cada vez mais, mas não podemos reclamar. A de pijamas também, infelizmente tivemos que fechar a loja do shopping, aliás o shopping inteiro fechou, então o nosso trabalho online continuou sendo feito, mesmo porque ele começou assim. Talvez pelo fato de as pessoas estarem em casa, de buscarem uma vestimenta confortável, a gente tem tido um acesso muito bacana do público, e espero que isso não seja pela pandemia, e sim pelo estado de leveza que a gente busca trazer para a nossa vida em casa e a nossa vida fora de casa quando a gente puder ter também.

No Carnaval, você anunciou seu casamento com Fernando Poli para outubro. O coronavírus alterou esse projeto? Ter o marido do seu lado também te ajuda a manter o humor e o bem-estar durante a quarentena?

Tiago Abravanel - Existem os prós e os contras de ficarmos 24 horas juntos. Graças a Deus, os prós sempre são maiores do que os contras no nosso caso. A gente é muito parceiro, obviamente a gente discute, reflete, se isola dentro de casa, tudo acontece, mas sempre com consciência, sempre pensando em tudo que a gente está vivendo, na evolução pessoal e do relacionamento. Isso tem que ser positivo. Apesar de estar vivendo esse caos, é preciso olhar com leveza e calma para que tudo passe de maneira consciente e leve. Com relação ao casamento, a gente realmente não sabe. Provavelmente a gente vai ter que adiar porque é muito difícil saber o que vai acontecer ainda para frente. Por mais que seja outubro, ainda não sabemos como serão as atitudes tomadas após a pandemia, quanto tempo os eventos vão demorar a conhecer, a liberação da quantidade de pessoas, são muitas questões. A gente quer que seja um momento especial, não um momento restrito, justamente por isso que estamos vivendo. Se tiver que adiar pelo melhor do casamento e da situação que vivemos, que assim seja.

Continuando a falar da família, tem conversado com os habitantes da mansão Abravanel? Silvio Santos está se cuidando? Já tentou convencer o avô a fazer uma live para matar a saudade das colegas de trabalho?

Tiago Abravanel - Ele está em casa com a Iris, se cuidando, graças a Deus, superconsciente com o que está acontecendo, mas não falei nada com ele sobre live. Acho que tem que ser uma coisa que tem que partir dele, porque é uma situação delicada, uma pessoa que todo mundo gosta, de que todo mundo tem saudade, mas que também está no grupo de risco e tem que se preservar. Se ele quiser fazer, acho que tem que partir dele.

Seus projetos no SBT estão paralisados em função da pandemia. O que precisou ser adiado? O Famílias Frente a Frente teria nova temporada? Pensa em alguma ideia para apresentar à emissora?

Tiago Abravanel - A gente começou uma conversa de possíveis novos projetos, de possível segunda temporada no começo do ano. Quando veio a pandemia, tudo isso estacionou. Obviamente que, durante essa pandemia, a gente fica com a cabeça borbulhando, escrevendo ideias, projetos, mas as coisas vão acontecer da maneira e no tempo que tiver que acontecer para o melhor de todo mundo.

publicidade




publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!