Reportar erro
Audiência

Globo bate recorde com sessão de filmes e Vale a Pena Ver de Novo

Emissora também comemora os índices do Globo Repórter e do Cinemaço

Cenas das novelas Avenida Brasil e Eta Mundo Bom
Globo comemora bons índices da sessão Vale a Pena Ver de Novo - Foto: Globo/Montagem
Redação NT

Publicado em 04/05/2020 às 21:15:58

A Globo teve um final de semana de boas audiências com diferentes programas. Na sexta-feira, 1°, o Globo Repórter registrou registrou 21 pontos de audiência, em São Paulo, e 34% de participação. No Rio, 23 pontos e 38% de participação. A liderança isolada em ambas as praças.

Já a Live Alok em Casa ficou acima da média da faixa nos sábados do ano, em São Paulo registrou 24 pontos de audiência e 40% de participação e no Rio de Janeiro marcou 25 pontos de audiência e 42% de participação. 

No domingo, 03, foi a vez da sessão de filmes Cinemaço, com a exibição de Tiras Só Que Não, foi recorde de audiência do programa em 2020. Em São Paulo registrou 10 pontos de 32% de participação. Na cidade maravilhosa, 10 pontos e 33% de participação.

Êta Mundo Bom em alta e despedida de Avenida Brasil

Em São Paulo, a semana de estreia da novela Êta Mundo Bom no Vale a Pena ver de Novo registrou 22 pontos de audiência e 39% de participação, não sendo superada desde 2000. No Rio, a novela registrou 24 pontos e 45% de participação, não sendo superada desde 2009.

Já Avenida Brasil se despediu em alta. Na capital paulista o último capítulo de Avenida Brasil registrou 25 pontos e 41% de participação, maior audiência de último capítulo no Vale a Pena ver de Novo, desde 2010. No Rio de Janeiro, registrou 29 pontos e 49% de participação, não sendo superada desde 2013.

No geral, Avenida Brasil registou a maior média de uma novela no Vale a Pena ver de Novo desde 2010, em São Paulo com 19 pontos e 36% de participação. Já no Rio de Janeiro, a média foi de 22 pontos de audiência e 44% de participação. Vale lembrar que um ponto de audiencia representa cerca de 75 mil domícilios na Grande São Paulo e 47 mil no Rio de Janeiro.

Mais Notícias