Reality

“O que dá ibope é a treta", diz Gugu Liberato na coletiva de "Power Couple"

“O que dá ibope é a treta
Divulgação/ Record

Michele Marreira
i

Michele Marreira

Michele Marreira é repórter do NaTelinha desde 2013. Com 15 anos de experiência na editoria de cultura e entretenimento, passou pelos principais veículos de comunicação do país e é apaixonada pelo ofício.

Publicado em 24/04/2019 às 21:25:57 Atualizado em 30/04/2019 às 09:15:38

A Record reuniu jornalistas e fotógrafos na tarde desta quarta-feira (24), para lançar a quarta temporada do reality de casais “Power Couple Brasil”. O encontro aconteceu na luxuosa casa, sede do confinamento, localizada em Itapecerica da Serra, na Grande SP. O NaTelinha esteve presente.

Sintonia mútua, raciocínio rápido e equilíbrio emocional continuam sendo o combustível essencial, para que os 13 casais famosos tenham êxito nas variadas provas que ocorrerão durante o programa. Cada uma das tarefas realizadas equivalerá uma soma em dinheiro que ao final totalizará o valor equivalente ao prêmio da dupla campeã, podendo chegar até R$ 2 milhões.

A nova edição vem repaginada com provas mais intensas na convivência, resistência física e intelectual.

Segundo o diretor Rodrigo Carelli, a seleção de escolha dos casais famosos passa por algumas etapas: "Primeiro fazemos um listão de nomes pela mídia, realizamos entrevistas de como é a dinâmica do casal. Um processo demorado. Às vezes ocorre somente sondagens e algumas personalidades já acham que é um convite (risos)", explica, aproveitando ainda para destacar o empenho do apresentador: "Temos muitos games. O Gugu trouxe essa expertise, além de educado e pacífico. Ele consegue harmonizar, aproximar-se e ser neutro com os casais".

Mais à vontade na apresentação de realities, Gugu Liberato diz que neste ano o programa fluirá com mais naturalidade. Será que ele está preocupado com audiência? "O que dá ibope é a treta. Não posso falar o contrário. Eu vejo no meu Instagram as pessoas pedindo (risos). Os conflitos são naturais, eles acabam acontecendo. Se numa família reunindo 15 pessoas numa casa de praia já dá treta, imagina várias pessoas desconhecidas. Como cada um reage numa convivência é o mais interessante. Mas a emissora nunca me cobrou ibope, se era para aumentar ou não", reforça.

Ele ainda explica que uma das maiores dificuldades é memorizar os nomes dos 26 participantes. Para não cometer gafes, diz estudar bastante em casa uma espécie de "carômetro", como se fosse um jogo de memória.

Recentemente o apresentador completou 60 anos e ao NaTelinha ele aproveitou para fazer uma avaliação de sua trajetória profissional e pessoal. "Já sou um senhor (risos). Desacelerei minha vida profissional em função dos meus filhos. Tenho três, criar adolescente não é fácil. Consegui acertar com a Record um cronograma legal. Fiz a escolha correta para não me arrepender depois. Sou feliz por tudo que conquistei na minha carreira", finalizou.

Neste disputado jogo a sorte é um dos fatores, entretanto, o entrosamento dos casais é primordial.

O “Power Couple Brasil” estreia no próximo dia 30 e terá exibições de segunda a sexta-feira, a partir das 22h30. A produção é da Teleimage com direção do núcleo de reality shows de Rodrigo Carelli.

Conheça os casais


publicidade

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!