De 1983

SBT surpreende e anuncia mais uma reprise da clássica minissérie "Pássaros Feridos"

Divulgação

Publicado em 02/01/2019 às 22:37:08 ,
atualizado em 03/01/2019 às 09:32:57

Por: Gabriel Vaquer

Com absoluta surpresa, o SBT anunciou na noite desta quarta-feira (2) a reprise da minissérie norte-americana "Pássaros Feridos", um dos maiores clássicos da história da emissora de Silvio Santos.

Na chamada que foi ao ar durante o intervalo da novela infantil "As Aventuras de Poliana", o canal brincou com afirmando que "os pássaros feridos foram encontrados em ótimo estado".

A reprise começa no próximo sábado (05), a partir das 18h30, logo após o "Programa Raul Gil", que vinha com a faixa "Quem Não Viu, Vai Ver".

"Pássaros Feridos" foi produzida em 1983 nos Estados Unidos e exibida pela primeira vez no Brasil em 1985, sendo um grande sucesso de audiência e causando incômodo na Globo na época, já que era líder de audiência.

A estratégia ficou histórica: o SBT, por determinação de Silvio Santos, só colocava "Pássaros Feridos" no ar após o fim de "Roque Santeiro", novela das oito do momento. O Ibope do SBT chegou a casa dos 47 pontos na Grande São Paulo.

"Pássaros Feridos" foi reprisada diversas vezes pelo SBT e mais recentemente também pela Rede Brasil de Televisão, canal UHF com presença em várias regiões metropolitanas do Brasil.

No canal de Silvio Santos, a última reprise foi em 2006, quando marcou índices mais modestos de audiência, entre 5 e 6 pontos.

Com quatro episódios de uma hora, "Pássaros Feridos" conta a história do padre Ralph de Bricassart (Richard Chamberlain), que passa a vida no dilema de seguir na vida religiosa ou abandoná-la e viver plenamente seu amor por Maggie (Rachel Ward), que conhece desde criança.

Veja a chamada:

A Web quebrou com a volta de "Pássaros Feridos"



publicidade

TAGS:

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!