Reportar erro
Orgulho e Paixão

Alessandra Negrini fala sobre feminismo: "Temos que lutar por nós"

Negrini vive a Susana da novela das seis

negriniorgulho_c992b2d8a7c73fce9159590c3c1560b0e0e74148.jpeg
Retorno tem sido positivo para a atriz - Divulgação/TV Globo
Redação NT

Publicado em 13/04/2018 às 09:16:32

Depois de três anos afastada das novelas, Alessandra Negrini está em cartaz como Susana de "Orgulho e Paixão".

Vivendo uma vilã, ela conta ao jornal O Globo que é sempre um estímulo viver uma vilã: "Um estímulo. Está sendo uma delícia. Venho me divertindo".

O retorno, segundo a atriz, está sendo positivo: "Acho que o público está gostando porque o tipo dela é mais o de uma malandra, uma impostora, do que propriamente uma vilã dessas de novela das oito. Como ela é engraçada e apronta as coisas mais ridículas, as pessoas sentem raiva e se divertem ao mesmo tempo. Isso é interessante".

Aos 47 anos, Alessandra esbanja boa boa forma, mas critica: "O Brasil ainda é um país muito machista, que determina uma data de validade para as mulheres. Temos que acabar com isso".

"As mulheres ficam mais poderosas quando mais velhas, e elas precisam se enxergar assim, em vez de acreditarem no discurso contrário. A mudança precisa se dar na cabeça das próprias mulheres", prossegue.

Constantemente postando conteúdo feminista, finaliza: "Com a internet, o feminismo tornou-se forte novamente. Temos que lutar por nós, mulheres. Existem exageros, mas faz parte do caminho para se chegar a um lugar melhor".

Mais Notícias