Reportar erro
Exclusivo

Tia Perucas de "Carinha de Anjo" conta que "irmã quase desmaiou" ao saber de papel

Priscila Sol fala sobre a novela e rasga elogios à pequena Lorena Queiroz

tiaperucascarinha_83621d850804c37cd5988ac712977c2655e42393.jpeg
Divulgação/SBT
Thiago Forato, com Fabrício Falcheti

Publicado em 02/06/2017 às 07:30:48

A atriz Priscila Sol vem fazendo sucesso entre as crianças como a icônica personagem Tia Perucas na versão brasileira de "Carinha de Anjo", no SBT.

Em entrevista exclusiva ao NaTelinha, Priscila fala sobre a receptividade de seu papel, Estefânia, apelidada pela protagonista Dulce Maria (Lorena Queiroz) de Tia Perucas, por conta justamente das perucas que utiliza para compor seu visual monocromático da cabeça as pés, refletindo o seu humor.

"As pessoas amam a Tia Perucas, acho que pelo fato dela ser muito humana mesmo com aquela aparência completamente diferente da que estamos acostumados a ver no dia a dia", diz a atriz.

Priscila Sol conta que foi convidada para fazer um teste no SBT quando estava para entrar no meio de outra novela, mas não pensou duas vezes em enfrentar o desafio e em aceitar. "Fui fazer o teste amarradona e saí de lá mais feliz do que nunca. Tinha certeza que eu era a Tia Perucas", bradou.

A atriz diz que assistiu a algumas cenas da versão mexicana, onde sua personagem foi estrelada por Nora Salinas entre 2000 e 2001. Ela conta que já tinha visto a novela quando exibida pelo SBT e que sua irmã mais nova adorava. "Ela simplesmente amava essa novela e a Tia Perucas inclusive era sua personagem preferida. Quando eu contei que ia fazer a Tia Perucas, ela quase desmaiou. Foi uma emoção só", revela.

Priscila ainda rasga vários elogios à colega Lorena Queiroz: "Ela me encanta até hoje, todos os dias. É uma grande colega de profissão, uma grande atriz. Nunca pensei que fosse falar isso de uma criança, mas essa novela me mostrou que eu estava errada".

E fala sobre o clima de alegria nos bastidores do SBT.

Confira a entrevista:

NaTelinha - Esse é seu primeiro papel destinado ao público infantil. Como aconteceu o convite para interpretar a icônica Tia Perucas?

Priscila Sol - Sim. Estava para entrar no meio de uma novela em outra emissora quando me chamaram pro teste de "Carinha de Anjo", não tinha assinado ainda, então fui fazer, óbvio. Liguei pra produtora de elenco da outra e avisei. Ela me perguntou se a personagem era bacana e eu disse que era incrível! Ela super entendeu e me apoiou. Fui fazer o teste amarradona e saí de lá mais feliz do que nunca. Tinha certeza que eu era a Tia Perucas. E hoje estou aqui tendo o enorme prazer em dar vida a essa personagem tão maravilhosa.

NaTelinha - Como é a receptividade do público com você nas ruas? As crianças te reconhecem sem a peruca?

Priscila Sol - As pessoas amam a Tia Perucas, acho que pelo fato dela ser muito humana mesmo com aquela aparência completamente diferente da que estamos acostumados a ver no dia a dia. Confesso que consigo andar na rua normalmente sem que me reconheçam, mas quando isso acontece é bem impressionante o carinho que o público tem por ela.

Tia Perucas de \"Carinha de Anjo\" conta que \"irmã quase desmaiou\" ao saber de papel

NaTelinha - O quanto você se baseou na versão mexicana da personagem? Você assistiu às cenas da novela da Televisa? O que achou?

Priscila Sol - Eu assisti por curiosidade. Já tinha acompanhado um pouco da novela quando passou aqui no Brasil com a minha irmã que na época tinha 10 anos. Ela simplesmente amava essa novela e a Tia Perucas inclusive era sua personagem preferida. Quando eu contei que ia fazer a Tia Perucas, ela quase desmaiou. Foi uma emoção só.

NaTelinha - Você participou da penúltima novela de Manoel Carlos, "Viver a Vida". Como foi essa experiência? Quanta falta você acha que ele faz pra TV?

Priscila Sol - Ah, fazer uma novela do Manoel Carlos era um grande sonho e estrear na Rede Globo justamente com uma novela dele, foi uma grata surpresa. Foi a "paixão" que fez com que o grande público conhecesse meu trabalho. Então, eu não poderia ter outro sentimento que não fosse gratidão por tudo que vivi com essa personagem linda. O Maneco faz muita falta, com certeza! As novelas dele são muito gostosas, leves e as pessoas se identificam muito com os personagens. Mas já, já ele está de volta. Ele não parou não, pode apostar.

NaTelinha - O que achou da escolha de Lorena Queiroz para o papel da Dulce Maria? Como ela é nos bastidores?

Priscila Sol - Não podiam ter escolhido outra criança para o papel. A Lorena é brilhante, o jeito que ela lida com o trabalho e com as responsabilidades é admirável. Costumo dizer que quando eu crescer, quero ser que nem ela. Mas isso não significa que ela deixou de ser criança, pelo contrário.

A Lorena é uma criança como outra qualquer, mas soube transformar esse trabalho num grande conto de fadas, mas sem perder a noção da realidade. Ela se diverte nas gravações, sabe? Mesmo quando a cena é triste, ela fica me perguntando como eu faço pra chorar e daí ficamos brincando de chorar. Se eu começar a falar dela eu não paro mais. Sou suspeita. Amo aquela menina como se fosse minha sobrinha.

Ela me encanta até hoje, todos os dias. Pera, não falei do talento. Mas acho que isso é indiscutível. O Brasil todo já sabe. Enfim, Lorena Queiroz já é uma grande colega de profissão, uma grande atriz. Nunca pensei que fosse falar isso de uma criança, mas essa novela me mostrou que eu estava errada.

Tia Perucas de \"Carinha de Anjo\" conta que \"irmã quase desmaiou\" ao saber de papel

NaTelinha - Como está sendo trabalhar em sua primeira novela do SBT, ainda por cima infantil?

Priscila Sol - Me contavam que as pessoas eram muito felizes por lá e isso é real. Me sinto em casa. Fazemos uma novela com muita dignidade, carinho e acima de tudo, muito respeito pela família. Somos muito unidos, dos atores, equipe, direção até a autora e seus colaboradores, é gostoso de ver. Está todo mundo junto e misturado, sabe?

Estamos todos muito felizes com esse trabalho, "Carinha de Anjo" é um sucesso e é legal pensar que hoje faço parte da história dessa emissora que é a cara dos brasileiros.

Mais Notícias