Novelas

Marcos Pitombo fala sobre neonazismo em "Vitória": "vai tocar na ferida"


marcospitombo-vitoria.jpg
Divulgação/TV Record

Um dos principais atores da novela "Vitória", que estreia no dia 2 de junho na Record, o ator Marcos Pitombo falou sobre o seu personagem na trama, um neonazista de nome Paulão.

Em entrevista para o jornal "Extra", Marcos disse que o tema do nazismo será tratado com muito cuidado por todos da produção: "É um discurso que se for dito para uma pessoa que não tem muita instrução pode soar como música para os ouvidos. Ainda mais numa economia como a nossa, que não está bem das pernas, com desemprego e a inflação em alta. Estamos fazendo tudo com muito cuidado por o assunto ser muito espinhoso. Desde o texto até o comportamento dos personagens. A direção está em cima para tentar que isso gere um debate de ideias e que as pessoas possam conversar em casa sobre o tema que é muito contemporâneo".

Já nos primeiros capítulos, o grupo neonazista irá explodir um ônibus cheio de nordestinos. Pitombo contou que, ao gravar as cenas da novela, ficou um pouco chocado e que, depois de falar coisas tão pesadas, tenta se acalmar: "Tento dar uma relaxada. Tomo um banho de água quente, um chá. Não existe uma violência física, mas as situações são muito tensas. Tento dar uma relaxada. Nas primeiras cenas, tive muita dor de cabeça. Ele fala coisas do tipo: 'Você vai contratar esse boiola?' ou 'Eu não perco para uma negra'. Ensaiando em casa era difícil sair da minha boca. Acredito que a novela vai tocar na ferida de muita gente, mas o objetivo é promover o debate e gerar informação para melhorar a vida das pessoas".

"Vitória" estreia no horário das 21h30 e tem em seu elenco nomes como Thaís Melchior, Bruno Ferrari, Rodrigo Phavanello, Juliana Silveira, dentre outros. A trama tem autoria de Cristianne Fridman e direção de Edgard Miranda.
 

Mais Notícias