Novelas

"Joia Rara" termina em baixa, mas supera desfecho de "Flor do Caribe"


920801760b56365c5920a892ff9df26c.jpg
Divulgação/TV Globo

No início da noite desta sexta (04), a Globo exibiu o último capítulo da novela "Joia Rara".

A trama de Thelma Guedes e Duca Rachid terminou com uma média prévia de 22 pontos no Ibope da Grande SP.

Dessa forma, o folhetim superou o desfecho de sua antecessora, "Flor do Caribe", que teve 21.

Mas o índice não é bom. Na média geral, "Joia Rara" pode empatar com "Lado a Lado" tendo a pior audiência na faixa das seis da história, com 18 pontos.

"Flor do Caribe" (2013) teve média geral de 21 pontos, "Amor Eterno Amor" (2012) registrou 23 e "Cordel Encantado" (2011), das mesmas autoras da novela recém-terminada, teve média geral de 26.

"Joia Rara" foi toda ambientada nos ano 40, mas teve uma passagem de tempo e terminou em 2014. Na última cena, Glória Menezes fez Peróla, de Mel Maia, na vida adulta (foto).

Na trama, ela defendeu a convivência e tolerância entre os homens, e também narrou o destino de todos os familiares e amigos.

Conforme antecipado pelo NaTelinha, Ernest (José de Abreu) morreu ao tentar salvar Manfred (Carmo Dalla Vecchia), que também acabou morto.

Mas o patriarca teve um fim de redenção. O vilão cometeu vários crimes e maldades, mas com Pérola (Mel Maia) ele aprendeu a amar e passou a se redimir de todos os seus erros.

Antes de partir, Ernest ainda descobre que Gertudre (Ana Lúcia Torre) envenenou sua primeira mulher, Catarina.

Nicette Bruno reapareceu no último capítulo. Ela, que perdeu o marido Paulo Goulart recentemente, interpretou Santinha, que na história voltou de Portugal.

E ainda, Jampa (Fabio Yoshihara), Sonan (Caio Blat) e Tenpa (Ângelo Antonio) abriram o primeiro templo budista no Brasil.

A partir de segunda-feira (07), "Joia Rara" será substituída por "Meu Pedacinho de Chão", remake de Benedito Ruy Barbosa.