Reportar erro
Lista NT

Confira fatos estranhos envolvendo cinco clássicos do terror

O-exorcista---Megan_ba0acc19773c6863a66a1861d58a9661908531e0.jpeg
Divulgação
Taty Bruzzi

Publicado em 01/11/2017 às 13:45:45

O Halloween já passou, mas estando ainda no embalo das comemorações pela data destacamos curiosidades e fatos estranhos que envolvem as filmagens de 5 clássicos de terror.

Confira!

O bebê de Rosemary (1968)

O filme do cineasta Roman Polanski e estrelado por Mia Farrow é apontado como amaldiçoado devido a fatos curiosos e assustadores ocorridos após as filmagens. Em abril de 1969, o diretor William Castle foi internado com falência renal. De acordo com testemunhas, enquanto delirava ele dizia: “Rosemary, pelo amor de Deus, solte esta faca!”; No mesmo hospital, Krystof Komeda, compositor da trilha sonora, morreu decorrente de um coágulo no cérebro; 14 meses após o lançamento do filme, Sharon Tate, esposa de Roman Polanski, e mais quatro pessoas foram mortos, na própria casa do cineasta, por seguidores de Charles Manson, fundador de um grupo que cometeu vários assassinatos nos anos 60.

Confira fatos estranhos envolvendo cinco clássicos do terror

Grávida de 8 meses, ela foi esfaqueada 16 vezes e os assassinos escreveram com sangue na parede da casa a seguinte frase: “Morte aos porcos!”. O crime ficou conhecido como “Helter Skelter”, nome de uma música dos Beatles cuja expressão significa: “Decadência”; 11 anos após o filme ser lançado, o cantor John Lennon foi assassinado em frente ao edifício Dakota, que serviu de locação para o longa-metragem.

O Exorcista (1973)

Confira fatos estranhos envolvendo cinco clássicos do terror

Baseado em livro homônimo de William Peter Blatty, a produção passou por vários momentos tensos durante e após as filmagens. A começar pelas mortes de integrantes da produção. Jack MacGowran, que fazia um padre possuído por um demônio, morreu de pneumonia assim que as gravações terminaram; O mesmo correu com um vigia noturno, que foi baleado enquanto cuidava dos cenários. Ninguém soube o motivo e o culpado nunca foi encontrado; O responsável pela refrigeração do quarto que servia de cenário para as cenas de possessão também morreu, mas a causa nunca foi descoberta; Max von Sydow, que também interpretava um padre, ficou sabendo do falecimento do seu irmão durante as filmagens; A esposa de um dos assistentes de câmera perdeu o bebê; Ellen Burstyn, que interpretou a mãe de Regan, sofreu uma lesão permanente na medula espinhal durante as gravações; Uma das locações do filme pegou fogo, atrasando a produção em 6 meses. A sorte é que ninguém estava presente no momento do incidente. Já a causa nunca foi descoberta; Mercedes McCambridge, que fazia a voz demoníaca, processou a produtora porque seu nome não estava nos créditos. Logo após vencer a causa, seu filho matou a esposa, as duas filhas e se suicidou em seguida.

A Profecia (1976)

Confira fatos estranhos envolvendo cinco clássicos do terror

O filme que contava a história de um garoto que seria a encarnação de um demônio se tornou conhecido também por algumas tragédias ocorridas durante a produção. A começar pela morte de Liz Morre, assistente de efeitos visuais, em um acidente de carro no Km 66.6 da cidade de Ommens. Curiosamente, o nome original do filme é “The Ommen” e na trama há uma cena semelhante produzida por John Richardosn, que também estava no carro, mas nada sofreu; Os atores principais também sofreram um acidente de carro a caminho de uma das locações; O hotel em que Richard Donner estava hospedado sofreu um atentado a bombas pelo Exército Republicano Irlandês; O mesmo aconteceu em um restaurante que ele frequentava. Por sorte, o diretor chegou após o incidente. Dias antes das filmagens começarem o filho de Gregory Peck se suicidou com um tiro na cabeça; Já o ator escapou da morte depois que cancelou sua viagem em um voo para Israel, uma das locações do filme. A aeronave caiu e ninguém sobreviveu; Antes disso, dois aviões que levavam atores e equipe, incluindo Peck, para locações diferentes foram atingidos por raios, mas ninguém morreu; Dois cães da raça Rottweiler usados durante as filmagens atacaram seus treinadores. Um ficou gravemente ferido e o outro morreu; Uma das locações do filme foi em um Safári, local onde um dos funcionários foi brutalmente atacado por um tigre.

O Iluminado (1980)

Confira fatos estranhos envolvendo cinco clássicos do terror

Dirigido por Stanley Kubrick, a adaptação de um livro de Stephen King é considerada um dos filmes de maior apelo psicológico do gênero. Estrelado por Jack Nicholson e Shelley Duvall, dizem que a atriz começou a sofrer colapso nervoso ainda durante a produção. Dentre os sintomas, queda de cabelo e desmaios causados pelo estresse. Além disso, ela teria passado grande parte das filmagens atordoada e chorando muito. Para não desidratar, várias garrafas d’água eram mantidas no set de filmagens para que Duvall não ficasse desidratada. Por fim, faltando pouco para as filmagens terminarem o set foi atingido por um incêndio, causando grande prejuízo.

Poltergeist (1982, 1986 e 1988)

Confira fatos estranhos envolvendo cinco clássicos do terror

A franquia de sucesso envolve muitas mortes. Antes do término da pós-produção do terceiro filme, a atriz mirim Heather O’Rourke (Carol Anne) faleceu aos 12 anos de parada cardíaca causada por complicações decorrentes de obstrução intestinal; Dominique Dunne, que interpretou a irmã mais velha da menina, foi estrangulada pelo ex-namorado, John Thomas Sweeney, condenado a seis anos de prisão. Ele colocou a trilha sonora de Poltergeist para abafar os gritos da moça; Julian Beck, que deu vida ao reverendo possuído pelo demônio no segundo filme da franquia, faleceu em 1985, um pouco antes do lançamento de “Poltergeist II”, vítima de câncer no estômago; Em 1987, Will Sampson, que interpretou um índio no segundo filme da saga, morreu em decorrência de subnutrição e problemas renais logo após um transplante cardíaco; Durante as filmagens houve relatos de objetos caindo ou surgindo em locais que não estavam antes, além de sons que ninguém sabia de onde vinham; A atriz JoBeth Williams contou que sempre que voltava para casa após as gravações encontrava quadros tortos na parede; Em uma das cenas, Oliver Robins (filho do meio da família Freeling_ era sufocado por um palhaço mecânico. Algo deu errado e o ator acabou sendo sufocado de verdade. Porém, ele não sofreu nada grave; A casa onde o filme foi gravado fica em Simi Valley, California. Em 1994, um terremoto atingiu a região e o local foi quase destruído Segundo boatos, tudo teria acontecido porque a equipe de produção do filme usou esqueletos humanos de verdade por contenção de despesas.

Mais Notícias