Reportar erro
Especial

No Dia dos Namorados, relembre 13 beijos memoráveis do cinema

ghostbeijo_fcbaed8eb49d3673607c626d662049e3837f0436.jpeg
Divulgação
Taty Bruzzi

Publicado em 12/06/2017 às 14:22:32

Ah, o amor! Sentimento que começa sem muita pretensão, mas que vai crescendo, tomando conta da nossa mente e do coração, proporcionando leveza e sensação de bem-estar.

Quem não se derrete ao presenciar a cena de um beijo? Na história do cinema, existem sequências de tirar o fôlego, claro. Por outro lado, são as mais delicadas que nos inspiram.

Neste Dia dos Namorados, o NaTelona destaca 13 cenas de beijos inesquecíveis da história do cinema. Veja, reveja, relembre... Se deixe motivar por essas manifestações de amor, carinho e paixão.

“... E o Vento Levou” (1939)

O clássico “... E o Vento Levou” apresenta a história de amor e ódio entre Rhett Butler (Clark Gable) e Scarlett O’hara (Vivian Leight), deixando claro que dois sentimentos distintos podem, sim, andar juntos. Em uma das cenas mais dramáticas e belas do filme, o capitão se despede da mocinha nada indefesa roubando-lhe um beijo. A luz de fundo vermelha completa a dramaticidade e embeleza ainda mais essa sequência inesquecível.

“Casablanca” (1942)

E quem disse que toda bela história de amor precisa ter um final feliz? Em “Casablanca”, Rick (Humphrey Bogart) e Ilsa (Ingrid Bergman) não terminam juntos, mas o casal protagonizou um dos beijos de despedida mais romântico do cinema.

“A Um Passo da Eternidade” (1953)

Impossível falar dos melhores beijos de Hollywood e não se lembrar de Burt Lancaster e Deborah Kerr se beijando em plena areia da paria e sendo surpreendidos por uma onda do mar. Dá até vontade de recriar a cena, não?

“A Dama e o Vagabundo” (1955)

O clássico da Disney conta a história de amor e aventuras entre um cão vira-lata e uma cadela de raça e trouxe para o cinema uma das cenas que mais devem ter inspirado casais ao redor do mundo. Afinal, depois de um beijo roubado, nada melhor que um beijo distraído durante um jantar romântico ao som de "Bella Notte".

“Bonequinha de Luxo” (1961)

A trama de amor entre um escritor e uma garota de programa de luxo conta com várias cenas bacanas e que contribuíram para tornar o filme um dos clássicos mais queridos da história, além de intitular Audrey Hepburn como a eterna “Bonequinha de Luxo”. A sequência na qual Holly procura seu gato em um beco, no meio da chuva, enquanto Paul a observa termina com um beijo daqueles, embalado por uma bela trilha sonora.

“Uma Linda Mulher” (1990)

Sucesso no início dos anos 90, o filme foi também responsável por alavancar a carreira de Julia Roberts. Na trama, ela é Vivian, uma prostituta do Hollywood Boulevard que ajuda o executivo Edward (Richard Gere) a chegar ao seu hotel, em Beverli Hills. Os dois passam a noite juntos e na manhã seguinte, ele a contrata por uma semana como acompanhante de luxo. Não precisa ser um vidente para saber que essa história termina com um beijo cinematográfico, do jeitinho que a mocinha sempre sonhou.

“Ghost – Do Outro Lado da Vida (1990)

Outro grande sucesso da década de 90 provou que o amor, quando verdadeiro, pode ser eterno. Em “Ghost - Do Outro Lado da Vida”, Sam (Patrick Swayze) é assassinado e sua paixão por Molly (Demi Moore) o impede de seguir adiante. Antes de partir, ele quer que os responsáveis por sua morte sejam punidos, garantindo a segurança da esposa. Quando finalmente o seu espírito está livre para ir embora, os dois se despedem com um beijo lindo e emocionante.

“Edward – Mãos de Tesoura” (1990)

O filme marcou o inicio de uma parceira que deu certo entre Johnny Depp e o diretor Tim Burtom. A trama foca no amor impossível entre Edward (Johnny Depp) e a jovem Kim (Winona Rider). A cena do beijo é também a de despedida do casal que iria se amar para sempre.

“Meu Primeiro Amor” (1991)

A inocência do primeiro beijo é muito bem retratada por duas crianças que estão descobrindo o amor, além de ser uma das cenas mais emocionantes do cinema. O filme em questão é “Meu Primeiro Amor”, lançado em 1991 e tendo como protagonista desse selinho fofo os atores Anna Chlumsky (Vada) e Macaulay Culkin (Thomas). 

“Titanic” (1997)

A história do naufrágio do navio mais famoso da história acabou servindo de plano de fundo para o romance entre o plebeu Jack (Leonardo DiCaprio) e a dama da sociedade Rose (Kate Winslet). A melhor sequência do filme é quando o casal se beija na ponta da proa do Titanic, tendo todo o oceano a sua frente. Quem não sonha em reproduzir essa cena?

“Mensagem Para Você” (1998)

A comédia romântica conta a história de Kathleen Kelly (Meg Ryan) e Joe Fox (Tom Hanks). Por causa dos negócios, os dois se odeiam na vida real. No entanto, o casal mantém uma amizade pela internet e acabam se apaixonando sem saber suas verdadeiras identidades. O primeiro e único beijo só acontece no final do filme, quando ela diz que queria que fosse ele o seu amor secreto.

“O Homem-Aranha” (2002)

Outra cena que muito casal sonhou em reproduzir, mas desistiu diante da dificuldade. Tobey Maguire não só salvou a mocinha Kirsten Dunst como, também, lhe deu um beijo enquanto estava de ponta cabeça e, ainda, na chuva, mas ele era o Home-Aranha.

“Diário de uma paixão” (2004)

Em uma das histórias de amor mais tristes do cinema, Noah (Ryan Gosling) e Allie (Rachel McAdams) vive uma tórrida paixão que sofre com idas e vindas. A cena romântica começa com um passeio de barco e termina com o casal se beijando, já em terra firme, no meio de uma grande tempestade.

TAGS:
Mais Notícias