Reportar erro
Racismo

Rainer Cadete lamenta: "Fomos criados por uma cultura extremamente racista"

Pai de uma criança negra, Rainer lamenta racismo no país

O ator Rainer Cadete com uma máquina fotográfica na mão
Rainer Cadete é pai de Pietro, de 12 anos - Divulgação/TV Globo
Redação NT

Publicado em 07/08/2019 às 09:31:43

O ator Rainer Cadete lamentou o comportamento da sociedade ao longo dos anos.

Pai de Pietro, de 12 anos, fruto de seu relacionamento com a ex-bailarina do Faustão, Aline Alves, declarou à revista GQ: "O meu filho é um príncipe negro".

"Sempre soube da existência do racismo, mas sentir de perto através dele me ensinou que a luta continua de fato", afirmou Cadete.

Ele ainda desabafou: "Eu e muitos brasileiros fomos criados por uma cultura extremamente racista. Essa diversidade na vida do Pietro me dá muito orgulho".

Diferenças e semelhanças

Questionado pelo filho sobre a diferença de pele, Cadete relatou que respondeu: "Todos nós somos iguais e diferentes. Pietro não ficará imune a esta luta cruel que é o preconceito racial. Desejo, do fundo do meu coração, que meu filho cresça em um país igual e digno".

Rainer teve Pietro quando tinha somente 19 anos. "A mãe dele é negra, linda e eu, branquelo. Durante a gravidez, a gente pensava 'como vai ser a mistura de nós dois?", exercitou ele numa entrevista à revista Caras.

Mais Notícias
Outros Famosos