Lista NT

Conheça as musas da seleção brasileira que também batem um bolão fora de campo

Atletas defendem a camisa e embelezam o campo na Copa do Mundo da França

Conheça as musas da seleção brasileira que também batem um bolão fora de campo
Fotomontagem/Divulgação

Taty Bruzzi
i

Taty Bruzzi

Jornalista com especialização em Jornalismo Cultural, Tatiana Bruzzi atua na área há 19 anos, com ampla experiência na produção, criação, edição e revisão de texto. Nos últimos anos tem focado nas editorias de Mulher, Famosos e Cinema.

Publicado em 11/06/2019 às 06:00:27

A seleção brasileira feminina de futebol estreou com vitória na Copa do Mundo da França no último domingo (9) contra a seleção da Jamaica. O resultado coloca o time com 100% de aproveitamento em jogos de abertura na história da competição.

Para este jogo, o time não contou com a participação da jogadora Marta, nossa maior artilheira, poupada porque ainda se recupera de uma lesão. Em compensação, não faltaram dribles, chutes ao gol e muito charme das nossas atletas.

Lindas, simpáticas e muito talentosas, conheça um pouco mais dessas musas brasileiras:

Bárbara (Goleira)

Nossa goleira titular foi descoberta no Sport Club do Recife, sua cidade natal, onde permaneceu por cinco anos. Fora do Brasil, Bárbara atuou na Suécia e na Alemanha. No entanto, ganhou notoriedade internacional defendendo nossa seleção nas últimas três olimpíadas. Desde 2017, a atleta joga pelo Kindermann, de Santa Catarina. Em sua quarta convocação para a seleção, Bárbara também estuda Enfermagem da UNIARPA, em Caçador, e pretende se dedicar à saúde quando abandonar os campos.

Poliana (Lateral-Direita)

Natural de Ituiutaba, Minas Gerias, Poliana quase estreou com a camisa da seleção em 2012 nos Jogos Olímpicos de Londres, mas acabou ficando de fora da lista final. Em 2015, a atleta foi campeã do Pan-Americano de Toronto e, ainda, participou da Copa do Mundo do Canadá naquele mesmo ano. Sua estreia nos Jogos Olímpicos ficou para o ano seguinte, no Rio de Janeiro. Jogadora do Houston Dash, nos EUA, a lateral-direita de 28 anos conseguiu sua segunda convocação para a seleção depois que Fabiana Baiana foi cortada por causa de uma lesão.

Tamires (Lateral-Esquerda)

Nascida em Caeté, Minas Gerais, Tamires precisou dar uma pausa na carreira quando teve seu primeiro filho, aos 21 anos. Depois de 4 anos longe dos gramados, a lateral-esquerda se mudou para São Paulo com o marido, que também é jogador de futebol, e com o filho em uma época na qual o futebol feminino paulista estava em um bom momento. Então, ela conseguiu uma chance no Centro Olímpico e, dois meses depois, Tamires estava defendendo a Seleção Brasileira no Torneio da Suíça. Desde 2015, a atleta de 31 anos está em sua segunda convocação para a seleção. Atualmente, ela joga pelo Fortuna Hjorring, na Dinamarca.

Thaisa Moreno (Meio-Campo)

A paranaense Thaisa Moreno é a primeira jogadora de futebol a defender o Milan, clube italiano que iniciou um time feminino ano passado. Antes de se mudar para a Itália, a brasileira atuou nos Estados Unidos, na Suécia e na Islândia. No Brasil, ela passou pelos clubes América Mineiro, São José e Osasco Audax. Com a camisa da seleção a meia-campista jogou a Copa de 2015 e foi campeã Pan Americana naquele mesmo ano. Aos 30 anos, Thaisa é a única atleta que joga na Liga Italiana de Futebol.

Andressa Alves (Atacante)

Aos 28 anos, a jogadora está em sua segunda convocação pela seleção. A primeira foi no Mundial de 2015. Aqui no Brasil, um dos clubes que defendeu foi o Corinthians. Andressa é a primeira brasileira a atuar pelo Barcelona. Atualmente, veste a camisa 10 do time.

Bia Zaneratto (Atacante)

A atleta começou a jogar futebol com 13 anos. Não demorou muito para estrear na seleção sub-17 com a camisa 10. Pela nossa seleção, participou das Copas de 2011 e 2015. Aos 25 anos, Bia acumula seis gols na Copa América (2018) e três nas Olimpíadas (2016), o que a torna uma das grandes apostas para esta Copa da França. Atualmente, a atacante joga pelo Incheon Hyundai Steel RedAngels, da Coreia do Sul, com a camisa 10.

Ludmila (Atacante)

Natural de Guarulhos, antes de iniciar no Futebol Ludmila fazia Atletismo. Aos 16 anos, foi descoberta por um olheiro que a viu jogando na rua. Bicampeã espanhola pelo Atlético de Madrid, clube que defende, a atacante está marcando sua estreia em uma Copa com a camisa da nossa seleção no mundial da França.


publicidade

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!