Polêmica

Mileide Mihaile rebate Wesley Safadão: "Coração sossegado"

Reprodução/ Instagram

Publicado em 20/06/2018 às 13:22:10

Por: Diego Falcão

Mileide Mihaile voltou a falar sobre a briga na Justiça pelo valor da pensão de seu filho com Wesley Safadão, Yhudy Lima nesta quarta-feira (20).

"Coração sossegado. Muitas coisas acontecem, muitas coisas não estão totalmente sob o nosso controle, principalmente o respeito, o caráter, a honra das pessoas. Talvez amanhã com mais tempo, quando o meu filho estiver em casa, eu possa rabiscar uma carta e acalmar o coração de vocês em respeito ao carinho que vocês têm comigo. Não sou uma mulher de mentira. Jamais me pronuncio para falar qualquer coisa que não seja verdade. Não sou louca. Estou super bem, dentro do possível. O coração de mãe sempre fica preocupado. Não fico, não fiquei e não é depois de velha que vou ficar abalada com ataques... No momento que eu sentir que o meu filho está totalmente protegido, vou dar uma entrevista para esclarecer tudo. Sou uma mulher realmente muito forte, altamente centrada. Não gosto de ficar falando bobagem", disse.

"A ex de Safadão ainda contou que já teve problemas para arcar com contas: "Tenho muitos afazeres. Sei da minhas obrigações. Não posso perder tempo. Já cheguei o tempo de não ter como pagar a minha funcionára em casa", finalizou.

Entenda

Mileide havia afirmado que Safadão tinha pedido redução da pesão. Para a revista Quem, ela declarou: "Ele sempre pagou 10 salários mínimos (algo em torno de 9 mil), mas pagava por fora a escola do nosso filho, que custa R$ 2.600. Só que há 2 meses, ele desconta a escola do nosso filho do valor total da pensão pois ele simplesmente decidiu assim. Então o valor que fica para o Yhudy é de R$ 6.400".

Wesley nega

Wesley Safadão negou sobre a revisão de pensão de sua ex-mulher Mileide Mihaile, de 29 anos. Eles são pais de Yhudy, de 7 anos.

Em trecho, a nota diz: "Em nenhum momento o cantor entrou na Justiça para diminuir os valores pagos ao filho, pelo contrário, o pedido é para aumentar a oferta de benefícios e para que a juíza determine de maneira mais específica a forma como os recursos devem ser pagos e destinados, já que o objetivo é que essa quantia proporcione a manutenção e bem-estar da criança".

Veja nota na íntegra

Wesley Oliveira tem visto sua vida pessoal e de seu filho Yhudy serem expostas na mídia de maneira equivocada e muito triste. Esclarece por meio desta nota apenas alguns pontos para que seus fãs e a imprensa possam entender esse assunto tão particular. Em nenhum momento o cantor entrou na Justiça para diminuir os valores pagos ao filho, pelo contrário, o pedido é para aumentar a oferta de benefícios e para que a juíza determine de maneira mais específica a forma como os recursos devem ser pagos e destinados, já que o objetivo é que essa quantia proporcione a manutenção e bem-estar da criança.

Todos os deveres e obrigações impostos pela lei e concernentes com o papel e responsabilidades de pai sempre foram e serão respeitados e mantidos.

O amor pelo seu filho é tamanho que ele não levou adiante a ideia de mudar-se pra São Paulo, para não ter nada que o afastasse do seu primogênito. Wesley sempre faz tudo para estar perto de Yhudy, inclusive em sua agenda de shows, aos domingos, sempre que possível, as apresentações acontecem mais cedo para que, no dia seguinte, ele possa tomar o café da manhã com os filhos e levá-los para a escola.

O artista pretende, no que depender dele, preservar ao máximo Yhudy de toda essa exposição desnecessária e negativa para criança, que tem apenas 7 anos e não poderia estar com sua vida tão aberta e vulnerável, motivo pelo qual é essencial que seja respeitado o segredo de Justiça deste processo.

Acima de tudo o que Wesley espera e defenderá até o fim é que possa exercer seus direitos e deveres como pai, e que isso seja feito da forma correta, dentro dos parâmetros legais, garantindo que Yhudy tenha tudo que precisa para crescer de forma saudável e com a melhor estrutura possível.



publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!