Cid Moreira defende Stênio Garcia: "é um material usado em bom estado"

E completou: "Isso é coisa de gente nova que brocha cedo"

Foto: Divulgação

Publicado em 01/10/2015 às 11:11:37

Por: Diego Falcão

Em entrevista ao jornal Extra desta quinta-feira (1), Cid Moreira (88), casado com a jornalista Fátima Sampaio (52), defendeu Stênio Garcia após o vazamento de fotos íntimas do casal, em que aparece completamente nu com a mulher Marliene Saad.
 
Ao jornal, Cid não vê razão para a polêmica e que viu as fotos do ator: "É um material usado em muito bom estado. Isso é coisa de gente nova que brocha cedo. Eu me orgulho de nunca ter colocado um Viagra na boca. Estou em plena forma."
 
Ele ainda declarou que nunca fez registro sem roupa: "Pela minha imagem pública nem poderia. Mas mesmo que não a tivesse, não é muito a minha cara. Temos que ter cuidado na frente de uma câmera. Uma vez filmaram a mim e o William (Bonner) no estúdio, ele imitando o Clodovil. A gente nem sabia que estava sendo filmado".
 
O ator Zé de Abreu (69) e que namora a cineasta Priscila Petit (40), também falou sobre o assunto: "Faço foto nem de roupa quanto mais pelado. Mas é um direito de cada um". E concluiu: "As pessoas têm nojo de velho. Sobretudo as mulheres. É como se depois de certa idade não pudesse ter uma vida sexual ativa".
 
Entenda
 
Na noite desta terça-feira (29), fotos nus de Stênio Garcia e sua mulher, Marilene Saade, vazaram na internet. Elas foram compartilhadas no Twitter e o nome do ator chegou ao Trending Topic´s como um dos assuntos mais comentados do momento.
 
Em entrevista à revista "Quem" desta quarta-feira (30), o ator falou sobre as imagens: "A gente brinca mesmo como todo casal saudável e não tenho problemas com isso. Estava com a minha mulher e não com a mulher de outra pessoa. Que problema tem isso? Não tenho motivo para ter vergonha".
 
O advogado do casal, Ricardo Brajterman, falou ao Portal UOL sobre o caso. Ele afirmou que o celular de Marliene passou por uma assistência técnica recentemente: "As pessoas de fora que tiveram acesso ao celular dela serão chamadas para depor. Os locais onde o aparelho ficou longe do alcance deles também serão investigados. O primeiro momento é chegar ao autor do crime. Depois o processo é encaminhado ao Ministério Público, que faz a denúncia e classifica o tipo de crime que se encaixa".
 


publicidade

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!

publicidade