Final "BBB16": Brigas, expulsão e polêmicas marcam temporada

Final
Reprodução/Globo

Publicado em 05/04/2016 às 22:41:04

Por: Redação NT

Lançado em 2002 na grade de programação da Globo, o “Big Brother Brasil” completou 14 anos nesta temporada, que foi repleta de polêmicas do começo ao fim.
 
Ao todo foram 77 dias de confinamento, 14 participantes - ou 15, contando com Laham, e várias surpresas e reviravoltas.
 
Pedofilia:
 
 
Uma das primeiras polêmicas do “BBB16” envolveu pedofilia. Laércio, designer de tatuagens de Curitiba, revelou se relacionar com garotas mais novas - o que foi interpretado como pedofilia.
 
Em uma briga, Ana Paula chamou Laércio de pedófilo. O assunto fez com que o clima pesasse na casa de uma forma poucas vezes vista em 14 anos de programa.
 
Laércio chegou a consultar Adélia, que é advogada, sobre um eventual processo. Ele também tentou viabilizar a expulsão da sister, o que não ocorreu. Ana chegou a demonstrar arrependimento pelas palavras que usou, mas suas diferenças com Laércio continuaram. Ambos foram para o Paredão e Laércio foi expulso.
 
Saída inesperada:
 
 
Em meio às brigas e polêmicas, o “BBB16” teve uma saída inesperada. No começo de fevereiro, a produção do programa chamou Alan para o confessionário e revelou detalhes sobre a saúde de seu pai.
 
O brother tomou a decisão de deixar o reality imediatamente. Pouco mais de um mês depois, no fim de março, o pior ocorreu: o pai do participante veio a falecer.
 
Paredão do Bem:
 
 
Um paredão inusitado pegou todos de surpresa no “Big Brother Brasil 16”. Com a saída repentina de Alan, a produção mudou as regras do jogo para que não houvesse um eliminado na semana seguinte - e assim o programa pudesse cumprir o período programado.
 
Em vez de convocar um novo participante ou de avisar de imediato que não haveria eliminação naquela semana, a produção decidiu fazer um Paredão do Bem.
 
Neste Paredão, os brothers acreditavam que seria uma berlinda tradicional: a casa e a líder, no caso Juliana, fariam suas indicações no domingo e na terça haveria eliminação. Juliana indicou Ana Paula e a casa foi de Ronan. No entanto, o público foi instruído a votar em quem quisessem que continuasse na casa e recebesse privilégios - e não pela eliminação.
 
Ana Paula foi “eliminada”, o que gerou alívio provisório nos participantes que menos tinha afinidade, como Juliana, Renan e Daniel. Mas a sister foi conduzida ao segundo andar da casa e foi avisada de que voltaria dois dias depois com imunidade e possibilidade de participar da Prova do Líder.
 
Dois dias depois, pela manhã, sob os gritos de “Olha Ela”, Ana Paula voltou ao jogo com força total.
 
Sexo:
 
 
O “BBB16” não foi marcado apenas por farpas e brigas. Matheus e Maria Cláudia, único casal assumido do programa, tiveram um relacionamento relativamente longo.
 
No começo de março, após uma conversa picante, os dois foram para debaixo dos cobertores e fizeram sexo. 
 
Apesar disso, Matheus e Maria Cláudia não evoluíram. Semanas depois, ao perceber o desinteresse do participante, a youtuber propôs o término do relacionamento. Indiferente, Matheus não fez questão de retrucar. Maria Cláudia chorou diversas vezes após o fim do caso.
 
Expulsão
 
 
Ainda no começo de março, Ana Paula, após tantos paredões vencidos, acabou deixando o jogo.
 
Ela, que era vista como favorita a vencer o programa, acabou sendo expulsa após dar dois tapas em Renan em uma festa.
 
O descontrole de Ana Paula, no entanto, não chegou a surpreender. Seu temperamento foi agressivo durante todo o programa. Além disso, Renan e Adélia foram alguns dos que tramaram para desestabilizar ainda mais a participante - o que de fato ocorreu.
 
Após os dois tapas, Renan foi ao confessionário pedir a expulsão de Ana Paula. Na manhã seguinte, ela foi chamada no mesmo local onde foi comunicada de que estava fora da disputa.
 
Laham, o falso libanês:
 
 
A chegada de Laham, o “falso libanês”, no fim de março também foi um dos pontos altos desta temporada.
 
O modelo, de 23 anos, desembarcou no programa como um libanês que pouco sabia falar português. Logo nas primeiras horas, começou a se envolver com Munik, o que provocou ciúmes em Ronan, que sempre quis algo a mais com a morena.
 
Munik e Laham chegaram a ficar e inclusive foram dormir juntos. 
 
Dois dias depois, todos foram surpreendidos ao saber por Bial que Laham era brasileiro, ainda que com descendência libanesa, que falava português fluente e que sua participação na casa não havia passado de uma encenação.

TAGS:


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!