Paraná

Rede Massa exibe momento em que advogada cai do quarto andar e choca telespectadores

Procurada, emissora culpou falha em edição

Reprodução

Publicado em 08/08/2018 às 16:00:55 ,
atualizado em 08/08/2018 às 21:41:41

Por: Fabrício Falcheti

Sendo evitado pelas emissoras, a Rede Massa exibiu o momento em que a advogada Tatiane Spitzner cai do quarto andar do edifício em que morava após forte discussão e agressões do marido em Guarapuava, no Paraná.

A cena foi ao ar no jornal "Tribuna da Massa" de Ponta Grossa para mostrar que laudo apontou fratura no pescoço da vítima, e chocou os telespectadores.

Ao mesmo tempo, repercutiu e vem sendo compartilhada em grupos de WhatsApp, na maioria dos casos gerando revolta em quem acaba vendo as imagens, que são fortes.

O NaTelinha opta por não publicar o vídeo aqui.

Procurada pela reportagem, a Rede Massa afirmou que houve uma falha de edição e disse respeitar a vítima e sua família.

"Na edição da referida reportagem, houve uma falha na inserção do recurso técnico – 'blur' – nas imagens fornecidas pela promotoria de Guarapuava. Após sua exibição no programa “Tribuna da Massa” de Ponta Grossa, tal falha foi prontamente corrigida e não mais veiculada em quaisquer outras emissoras do Grupo Massa. Não obstante, a Rede Massa reitera seu firme compromisso ético com a notícia e com o bom jornalismo, sempre respeitando a memória das vítimas e de suas famílias", explicou em nota enviada já durante a noite de hoje.

A Rede Massa é de propriedade de Carlos Massa, o Ratinho, e é afiliada do SBT no Paraná.

O "Tribuna da Massa" é considerado o principal telejornal do canal e conta com cinco edições diferentes em Curitiba, Londrina, Foz do Iguaçu, Maringá e Ponta Grossa na faixa do almoço.

Nesta última, é exibido pela TV Guará, pertencente ao grupo, e teve apresentação de Felipe Macedo no último sábado (4), quando a cena foi ao ar.

O crime

Câmeras de segurança flagraram vários momentos em que o professor Luís Felipe Manvailer agrede Tatiane Spitzner, pelos corredores do prédio e também no elevador, no dia 21 de julho.

Em dado momento, os dois entram em casa e a advogada cai da sacada no quarto andar. Luís, então, vai até a calçada, pega o corpo e leva de volta ao apartamento. Depois, aparece limpando vestígios de sangue pelo caminho.

Na última segunda-feira (6), o Ministério Público do Paraná ofereceu denúncia pela morte de Tatiane Spitzner, sendo acatado pela Justiça, transformando o professor em réu.



publicidade

TAGS:

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!