Estreia de nova temporada de "Supergirl" amarga último lugar e preocupa executivos

"Supergirl' não empolga em nova temporada

Divulgação/The CW

Publicado em 10/10/2017 às 14:25:03

Por: Thiago Forato

A estreia da terceira temporada de "Supergirl" na CW, da Warner, estreou em baixa nesta segunda-feira (10) nos Estados Unidos.

A heroína atingiu uma média de 0,5 em adultos de 18 a 49 anos, o que o mercado local considera e apenas 1,9 milhão de espectadores locais. Uma queda de 50% em relação a estreia da primeira temporada e 40% da segunda. Os números são do instituto Nielsen.

O resultado fez a estreia da nova temporada ficar atrás do "The Voice" (NBC), "Dancing with the Stars" (ABC), "The Big Bang Theory" (CBS) e "Lucifer" (Fox).

Tendo uma primeira temporada animadora no que se refere a audiência em 2015, a série migrou de canal na temporada seguinte. Os altos custos foram predominantes. A CBS tentou "pechinchar" com a Warner os investimentos, mas obteve um sonoro não. Cada episódio saía pela bagatela de US$ 3 milhões.

Com isso, a CW, que tem mais tradição em exibir séries de heróis, como "Flash", "Legends of Tomorrow" e "Arrow", ficou a cargo de transmitir "Supergirl".

Sua continuidade em 2018, no entanto, agora está seriamente ameaçada. 



TAGS:

LEIA MAIS

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!

publicidade