Novelas

Marina Ruy Barbosa fala sobre dilema de Eliza entre Arthur e Jonatas

Atriz comenta os momentos na novela "Totalmente Demais"


totalmentedemais-marinaruybarbosa-capitulozero.jpg
Marina Ruy Barbosa torce "apenas" pela felicidade da personagem no quesito amoroso - Divulgação/TV Globo
A atriz Marina Ruy Barbosa vive a protagonista Eliza em "Totalmente Demais", que segue entrando em seus momentos decisivos. 
 
Na novela escrita por Rosane Svartman e Paulo Halm, a ruiva tem vivido um dilema. Não só ela, mas boa parte dos telespectadores, que se dividem entre Arthur (Fábio Assunção) e Jonatas (Felipe Simas) para ficar com a ex-florista no final. 
 
Em entrevista ao NaTelinha, Marina fala sobre esse momento da novela e os acontecimentos no Uruguai, importante passagem para prosseguimento da história. 
 
[galeria]
Questionada até onde Carolina (Juliana Paes) pode prejudicar o relacionamento de Eliza com Arthur, ela é direta: "Até o relacionamento dos dois acabar. E ainda assim ela acha que fez um favor para a Eliza, tirando o Arthur 'cafajeste' do caminho dela. Mas na verdade, a Carolina acabou se perdendo nesse sentido de possessão. Ela não é essa pessoa extremamente má", frisou.
 
E justifica: "Ela está num momento fraco e que tem que atacar os outros para ficar bem. Mas ainda assim, não se sentirá ótima e realizada...". 
 
 
A torcida por sua personagem é pelo final feliz, independente de quem seja. Entre Arthur e Jonatas, Marina explica as diferenças da relação de Eliza com eles: "Tanto o Jonatas quanto o Arthur descobriram um sentimento novo ao lado da Eliza. E também descobriram a menina doce que tinham embaixo de toda aquela marra do começo. Mas com o Jonatas é um relacionamento mais jovial e de descobertas. E com o Arthur é algo mais maduro, que ela se sente mais adulta ao lado dele. Eu torço para que a Eliza seja feliz, independente de quem estiver ao lado dela".
 
 
Quando a trama estreou, em novembro do ano passado, muito se falava sobre o comportamento de Eliza, e seu excesso de rebeldia. Para Marina, isso se explica em decorrência dos assédios domésticos que ela sofria durante o fim da adolescência e início da vida adulta. "A Eliza  tinha medo de qualquer homem que chegasse perto dela por causa dos traumas com o Dino. Foi difícil dela acreditar que as pessoas queriam ajuda-la ou até ser carinhosas com ela. Ela achava que todos fariam mal. Mas com o tempo foi percebendo que precisava de ajuda e precisava ceder. E as coisas foram ficando mais naturais", explicou.
 
"Totalmente Demais" tem mantido uma média acima dos 30 pontos no Ibope, batendo por diversas vezes os índices de "Velho Chico", às 21h15. 
Mais Notícias