Reportar erro
Novelas

Luisa Arraes sobre cena com Chay Suede: ''Ficamos chorando por horas''

Personagem não mudou desde o início, mesmo com drásticas mudanças dentro da história

rafael-lais-chaysuede-luisaarraes-babilonia.jpg
Luisa garante relembra cena marcante com seu parceiro de cena, Chay Suede - Divulgação
Thiago Forato

Publicado em 22/06/2015 às 14:59:36

Luisa Arraes é estreante em novelas, e de cara, já enfrenta a superexposição de um folhetim das 21h. Apesar na mexida de vários personagens, Laís não sofreu alterações e segue a mesma linha proposta desde o início em "Babilônia".
 
Em entrevista ao jornal "O Estado de S. Paulo", ela fala sobre sua carreira, e os rumos de Laís em "Babilônia".
 
"Meus pais nunca me deixaram trabalhar quando criança. Eles trabalham com isso e sabem como é. Só se fosse brincadeira e a condição é que fosse então em família. Eu não falava pra ninguém, mas queria muito. Eu pedia pra fazer parte das peças dos meus pais quando eu era pequena. Meu disse que eu lutei um ano por uma fala", lembra.
 
[galeria]
 
Ela garante entender o contexto da sua personagem e explica: "A Laís tem uma coisa linda: ela aprendeu um negócio, a vida inteira, e está agora, na idade dela, reaprendendo tudo. Isso é de uma humildade muito linda, porque a quantidade de gente que acha que já sabe de tudo, sabe? Tem uma frase dela pro Rafael que diz: 'Eu não quero ser dessas pessoas que acham que sabem de tudo, eu não sei de nada'. É ela o tempo inteiro quebrando com tudo o que aprendeu e foi posto na cabeça dela, abrindo os olhos pra poder pensar como ela pela primeira vez. Acho esse movimento muito corajoso".
 
Sobre o primeiro embate de Laís e Rafael, quando ela descobriu que o rapaz tinha duas mães, ela garante ter se emocionado de verdade: "A gente ficou chorando horas (ela e Chay Suede). Fizemos uma cena com a Fernanda, a Fernanda veio falar com a gente, e a gente ficou chorando, agarrado um no outro, na perna, chorando chorando chorando, o dia inteiro. A gente ensaiou antes, e falava 'essa cena vai chegar'. Não era fácil. Ensaiamos muito", relembra.
 
 
Mais Notícias