"I Love Paraisópolis": Uma comédia romântica em meio aos contrastes de SP

Especial

Fotos: Divulgação/ TV Globo

Publicado em 10/05/2015 às 07:30:00

Por: Diogo Mendes Rodrigues

A comunidade paulistana de Paraisópolis é um dos marcos do contraste entre os arranha-céus da maior cidade do país com as casas aglomeradas e coloridas localizadas no bairro que dá nome à novela. E é este o cenário, onde vivem cerca de 100 mil pessoas, que foi escolhido pelos novelistas Alcides Nogueira e Mário Teixeira para retratar a trama das protagonistas Mari (Bruna Marquezine) e Danda (Tatá Werneck).

Elas são moradoras da comunidade, mantêm uma forte amizade e enfrentam os problemas do dia a dia juntas. Mari acabará se envolvendo com Benjamin (Maurício Destri), um premiado arquiteto que reside no Morumbi. O rapaz voltou recentemente de Nova York com uma missão: reurbanizar a comunidade de Paraisópolis. Comprometido com Margot (Maria Casadevall), o rapaz se apaixonará por Mari. Esse é o ponto de partida da comédia romântica “I Love Paraisópolis”, que estreia nesta segunda (11), às 19h30, na TV Globo.

Ficha técnica

Novela de Alcides Nogueira e Mário Teixeira
Direção de Núcleo de Wolf Maia
Direção Geral de Carlos Araújo
Estreia: 11/05
Horário: 19h30
Antecessora: “Alto Astral”, de Daniel Ortiz

Elenco

Bruna Marquezine – Mari (Marizete)
Tatá Werneck – Danda (Pandora)
Maurício Destri – Benjamin

Alexandre Borges - Jurandir
Alice Borge – Tinoca
André Loddi – Raul
Ângela Vieira – Clarice
Babu Santana – Jávai
Caio Castro – Grego
Carolina Oliveira – Natasha
Carolina Pismel – Janice
Caroline Abras – Ximena
Cláudio Fontana – Dilson
Dalton Vigh – Tomás
Dani Ornellas – Deodora
Daniel Ribeiro – Timbó
Danilo Mesquita – Máximo
Danton Mello – Cícero
Edduardo Dusek – Armandinho Prado
Fabiula Nascimento – Paulucha
Françoise Forton – Isolda
Frank Menezes – Júnior
Fredy Costa - Robélio
Gil Coelho – Lindomar
Giovanni Gallo – Tadeu
Giullia Buscacio – Bruna
Gregoire Blanzat – Lourenço
Gustavo Piaskoski – Joaquim
Henri Castelli – Gabo
Hilton Castro – Totonho
Ilana Kaplan – Silvéria
Iuri Kruschewsky – Claudinei
José Dumont – Expedito
José Rubens Chachá – Fradique
Leandro Daniel – Sereno
Lesliana Pereira – Tairine
Letícia Spiller – Soraya
Lima Duarte – Dom Pepino
Luana Martau – Mirela
Lucy Ramos – Patrícia
Márcio Rosário – Bazunga
Maria Assunção – Juvenília
Maria Casadevall - Margot
Maria Paula Lima – Urbana
Mariana Xavier – Claudete
Maureen Miranda – Ester
Nicette Bruno – Izabelita
Olívia Araújo – Melodia
Patrícia Elizardo – Monserrá
Paula Barbosa – Olga
Paula Cohen – Rosicler
Raffael Pietro – Pedroca
Ricardo Blat – Sabão
Soraya Ravenle – Eva
Thainá Duarte – Lilica
Tuna Dwek – Ramira
Zezeh Barbosa – Dália

As sonhadoras

Mari e Danda são inseparáveis. As duas, que nunca deixam de lutar pelos seus sonhos, foram criadas por Eva (Soraya Ravenle/foto) e Jurandir (Alexandre Borges), pais biológicos de Danda e de criação de Mari. Dona Eva era muito amiga da mãe de Mari, que morreu durante o parto. Para não deixar a filha de sua amiga desamparada, ela adotou a menina, que cresceu ao lado de Danda como irmãs.

Para ajudar a mãe adotiva a comprar uma casa própria e alcançar seus sonhos, Mari sempre estudou e trabalhou desde cedo. Já Danda é inteligente, bonita e assediada pelos homens. A moça tem um senso de justiça apurado, principalmente quando alguém tenta prejudicar sua melhor amiga. Ao contrário de Mari, ela não se empenhou nos estudos, trabalha duro para se manter bonita e não esconde de ninguém que gostaria de levar uma vida mais fácil.

Enquanto isso no Morumbi...

Já no bairro nobre do Morumbi, localizado ao lado da comunidade de Paraisópolis, vivem grupos de pessoas com diferentes sentimentos em relação ao bairro humilde. Enquanto uns frequentam Paraisópolis, outros simplesmente odeiam a comunidade. No primeiro grupo, está o jovem Benjamin, arquiteto premiado internacionalmente devido à elaboração de um projeto para reurbanização de Paraisópolis. Ao lado da namorada Margot, trocaram o Brasil por Nova York e retornaram ao país para colocar em prática o projeto de reurbanização com o incentivo da empresa da família, a Pilartex.

Felizes como casal e profissionalmente, os dois precisarão enfrentar a mãe do rapaz, Soraya (Letícia Spiller), e Gabo (Henri Castelli), sócios majoritários da empresa. A história de Soraya e Gabo é de se levantar suspeitas. Gabo era cunhado de Soraya, no entanto, quando o irmão morreu misteriosamente, ele e a viúva se casaram e tiveram dois filhos: Lourenço (Gregoire Blanzat) e Pedroca (Raffael Pietro).

Filho do primeiro casamento de Soraya, Benjamin nunca teve uma boa relação com a mãe. E a situação piorou quando ela se casou com Gabo. Soraya nunca escondeu o desprezo pelo trabalho do filho em prol da comunidade vizinha. Além do péssimo relacionamento com Benjamin, Soraya também é alvo de críticas de sua mãe, Izabelita (Nicette Bruno), uma mulher educada, que faz questão de dizer boas verdades para a filha. Já Gabo, é um homem ganancioso e destemido, que vê na comunidade uma oportunidade de ganhar dinheiro. Ele vislumbra que, retirando aquelas famílias dali, poderia construir um grande empreendimento imobiliário no local, como um condomínio ou um shopping.

[galeria]

Confusões

As protagonistas Mari e Danda trabalham como garçonetes na padaria de Fradique (José Luiz Chachá) e Silvéria (Ilana Kaplan). Famoso por seus quitutes, o estabelecimento atrai moradores de diferentes regiões de São Paulo. Apesar da boa imagem da padaria, Mari e Danda vivem se envolvendo em confusões no local. Em uma dessas, Jávai (Babu Santana), líder de uma comunidade vizinha, acaba soltando cantadas para cima de Mari. As duas amigas não suportam os comentários do cliente e de seus comparsas. Irritada, Mari revida e causa um estrago em Jávai. Devido ao tumulto causado, Fradique demite as duas amigas, para desespero de Mari, que havia acabado de dar a entrada em uma casa para presentear Eva.

Mari e Danda se envolverão em outra situação complicada quando a guia turística Rosicler (Paula Cohen) e uma turma de turistas visitam Paraisópolis. Quando Rosicler passa com os turistas em frente à casa das meninas, elas se irritam com a invasão de privacidade. No meio da discussão, um balde de tinta acaba sendo jogado na cabeça de Benjamin.

Uma inesperada paixão acende

O arquiteto Benjamin e sua namorada estavam indo para uma reunião na Pilartex, onde iriam tratar do projeto de reurbanização de Paraisópolis. Para cortar caminho, a motorista do táxi onde os dois estavam, Tinoca (Alice Borges), resolve entrar nas ruas internas da comunidade para chegar mais rápido ao Morumbi. O que ela não esperava é que seu veículo fosse ficar parado em meio à discussão de Mari, Danda e Rosicler e seu passageiro fosse coberto de tinta.

Assustada em ter sujado a pessoa errada, Mari vai em direção a Benjamin e pede desculpas ao rapaz. Mas, quando os dois se olham pela primeira vez, um sentimento diferenciado é percebido. Rapidamente, o encontro é interrompido pela namorada do rapaz, que corre em sua direção para ajudar a limpá-lo. Em seguida, Mari e Benjamin seguem seus caminhos. Mas esse seria apenas o primeiro encontro entre os dois.

Projeto engavetado e primeiro beijo

Todo sujo de tinta, Benjamin resolve adiar a reunião na Pilartex, facilitando o plano de Gabo de desqualificar o trabalho do sobrinho para a diretoria da empresa. Na nova data, quando o rapaz chega para a reunião, seu projeto é engavetado. Irritado com a posição da empresa, ele sai da reunião decidido em voltar aos Estados Unidos e assim ficar livre de qualquer investimento ao lado de Gabo e Soraya.

Mas o destino unirá novamente o rapaz à Mari. Ao entrar no elevador, ele se depara com a jovem, que foi contratada para integrar a equipe de limpeza da empresa. Para surpresa deles, o elevador quebra e a paixão entre eles novamente se aquece. Por impulso, os dois se beijam. Porém, Mari diz para o rapaz que ele não deveria ter tido tal atitude, afinal ele tem uma namorada. Ele concorda e cada um segue seu caminho. Mas a história não terminará por aí. A cena do beijo foi registrada pelas câmeras de segurança do local e vai parar na mão de Soraya e Gabo, que tiram proveito da situação. E a jovem Mari acaba perdendo o emprego de novo, por comportamento inapropriado.

Constrangimento com o vídeo trocado
    
Benjamin e Margot resolvem voltar à Nova York, após a recusa da Pilartex em tocar o projeto. Lá, eles conseguem marcar uma reunião com um grupo de investidores. Durante a apresentação, o casal impressiona os empresários com a paixão demonstrada pelo projeto. No entanto, tudo cairá por terra devido a mais uma armação da mãe do rapaz.
    
No mesmo dia da reunião, Soraya esteve no apartamento do filho em Nova York. Lá, ela aproveitou para trocar o vídeo de apresentação do projeto pela cena do beijo entre Benjamin e Mari. Sem perceber a troca, Benjamin executa o vídeo na reunião. O constrangimento é geral e Margot se vê numa situação que nunca imaginou: foi traída pelo namorado, precisa trabalhar ao lado dele e, para isso, perdoá-lo.

Benjamin pede desculpa à namorada e diz que isso não se repetirá. Mas a confiança chega ao fim. A jovem não aceita a traição, pede para que ele saia de casa e termina o namoro, mantendo apenas a relação profissional. Em um primeiro momento, Benjamim sofre com o fim do namoro, mas ao lembrar que o sentimento que sente por Mari é algo especial, ele resolve encarar uma nova aventura.

Hora de tentar a sorte nos EUA

Após receberem notícias de uma amiga que foi para os Estados Unidos e conquistou uma vida melhor, Mari e Danda resolvem tentar a sorte no exterior. Para isso, Mari resolve colocar a casa que comprou à venda, já que não tem como pagar as parcelas restantes. Já Danda resolve voltar à padaria onde trabalhou para receber o dinheiro da demissão.

Ao conversar com os donos da padaria, Fradique e Silvéria, a jovem recebe a informação de que ela e a amiga não têm nada a receber, pois foram demitidas por justa causa. No entanto, Silvéria aproveita a oportunidade para fazer uma proposta à Danda. Seu objetivo é afastar a moça de seu filho Lindomar (Gil Coelho). O rapaz é um dos playboys de Paraisópolis e apaixonado por Danda.  O casal, entre idas e vindas, morre de amores um pelo outro, para desespero de Silvéria.

Para acabar com o namoro, Silvéria propõe à Danda que ela se afaste de Gil em troca de dinheiro. Com o coração partido, ela não vê outra opção e aceita a proposta para realizar o sonho de viajar com Mari para os Estados Unidos. Mesmo assim, a jovem deixa claro à comerciante que, na volta ao país, pagará a dívida para se livrar da chantagem. Enquanto isso, Mari consegue vender a casa por um ótimo preço, sem fazer ideia de quem foi o comprador.
    
Nos Estados Unidos

Com o passaporte em mãos e muitos sonhos, as amigas embarcam para os Estados Unidos. Ao chegar à Nova York, as duas se encantam pela cidade. No entanto, não fazem nem ideia do que o local guarda de surpresas e desafios. Nas primeiras horas no país, elas acabam perdendo o dinheiro que levaram e seus documentos. A única pista das pessoas que roubaram seus pertences é um adesivo colado em um carro escrito “I Love Queens”.

Desesperadas, elas iniciam um busca para recuperar seus documentos e acabam encontrando o casal Tairine (Lesliana Pereira) e Robélio (Fredy Costa). Os dois picaretas passam a chantageá-las. Para conquistar seus pertences de volta, elas terão que trabalhar para a dupla. Mas o destino das duas mudará, quando elas conhecerem o mafioso Dom Peppino (Lima Duarte). Abalado ainda com a morte de sua neta, ele resolve ajudar Danda e Mari.

O dono do pedaço

Quem dita as regras em Paraisópolis é Grego (Caio Castro). Nascido e criado na comunidade, ele se tornou poderoso com a contravenção e é visto pelos moradores como uma espécie de protetor. Ao lado de Ximena (Carol Abras) e de sua rede de comparsas, ele sempre está de olho em quem entra e sai de Paraisópolis e nos problemas dos moradores.

Grego sempre foi apaixonado por Mari. No passado, foram namorados. No entanto, o relacionamento não durou, pois a garota nunca concordou com a forma como Grego lida com a vida. Mesmo com o término do namoro, o contraventor sempre fez de tudo para vê-la feliz. Ao saber que a jovem passava por dificuldades, Grego resolveu comprar a casa dela por uma boa quantia e de forma anônima, já que Mari recusava receber ajuda do rapaz. O que ele não sabia é que o dinheiro investido no imóvel seria usado para levar Mari para bem longe dali. Mas a amada poderá voltar ao Brasil bem antes do que todos imaginam.

Os autores

“I Love Paraisópolis” marca o retorno da parceria entre os novelistas Alcides Nogueira e Mário Teixeira. Os dois trabalharam juntos na novela “Ciranda de Pedra” em 2008. Com carreira na TV e no teatro, Nogueira começou na teledramaturgia em 1984, como colaborador de texto na novela “Livre Pra Voar”. Em 1985, assinou a autoria de “De Quina Pra Lua”. Foi colaborador nos sucessos “Salvador da Pátria”, “Rainha da Sucata” e “A Próxima Vítima”. Em 1997, escreveu a novela “O Amor está no Ar”. Desde então, integrou a equipe de autores das tramas “Força de um Desejo”, “Um Só Coração”, “JK” e, mais recentemente, “O Astro”.

Já Mário Teixeira se destacou na telinha ao ser roteirista dos infantis “Castelo Rá Tim Bum” e “Sítio do Picapau Amarelo”. Na literatura, é autor de obras renomadas como “Salvando a Pele”, “Alma de Fogo” e “O Golem do Bom Retiro”. Na área de novelas, foi coautor de “Tocaia Grande”, na Rede Manchete, “Os Ossos do Barão”, no SBT, e “O Cravo e a Rosa” e “Ciranda de Pedra”, ambas na Rede Globo.

Anote na agenda

“I love Paraisópolis” estreia nesta segunda (11), às 19h30, na TV Globo.



COMENTÁRIOS