Reportar erro
Novelas

No ar com "Império", Aguinaldo Silva é famoso por mortes em novelas; reveja

As novelas avançam quanto a vários aspectos

nazare-aguinaldo-silva.jpg
Renata Sorrah interpretou Nazaré em "Senhora do Destino": Divulgação
Redação NT

Publicado em 04/12/2014 às 00:00:00,
atualizado em 12/11/2021 às 08:32:09

 

Como parte da cultura dos brasileiros há mais de 40 anos, as novelas avançam quanto a vários aspectos, como tecnologia, padrão de qualidade e técnica. O que se mantém, no entanto, é o gosto do brasileiro e o apreço por grandes vilanias, mistérios e principalmente mortes.
 
Aguinaldo Silva, autor de "Império”, tem mais de 30 anos dedicados à dramaturgia e surpreendeu o telespectador recentemente com uma das maldades de Cora (Drica Moraes). Ela jogou Fernando (Erom Cordeiro) da escada de sua casa. O advogado, no entanto, não morre com o ataque. Ele, inconsciente, é levado por Jairo (Julio Machado) até um carro, que é atirado contra a ribanceira - e aí sim, sua morte ocorre.
 
 
No ano de 1999, com "Suave Veneno”, a morte de Maria Regina (Leticia Spiller) foi marcado por cenas de ação.
 
A vilã, que por muitas ocasiões bateu de frente com o pai Waldomiro (José Wilker) e tramou para assumir a presidência da Marmoreal. Apaixonada por Adelmo (Angelo Antonio), ela comete diversas atrocidades e é desmascarada.
 
Na reta final da história, Maria Regina foge com Adelmo mas é cercada pela polícia em uma pedreira. Ela fica encurralada, já que helicópteros e carros impedem sua fuga.
 
Waldomiro pede para que a polícia não atire na filha e que o trabalho se limite à prisão. Maria Regina, por sua vez, ameaça atirar no pai. !Eu não vou me conformar com isso. Se eu não posso ser tua inimiga, eu prefiro morrer”, diz de dentro do carro e olhando para trás.
 
Maria Regina acaricia Adelmo, inconsciente, acelera e se atira de um penhasco junto com o amado.
 
 
Em "Porto dos Milagres" (2001), o desfecho de Félix Guerreiro (Antonio Fagundes), surpreendeu a todos.
 
Félix fez sua carreira na política graças às artimanhas e trapaças, como a venda de terras herdadas de seu pai através de métodos ilícitos. Em ascendente carreira na política, ele e Rosa Palmeirão (Luiza Tomé) se conhecem em um bordel e se envolvem.
 
Ao descobrir que o político é o responsável pelo sumiço de sua irmã e de seu sobrinho no passado, Rosa passa a tramar contra ele. No capítulo final, há um evento da posse de Félix como governador em um grande salão. Após falar para dezenas de aliados políticos e para o povo em um mezanino, ele se depara com Rosa, que lhe cumprimenta e, durante o abraço, lhe acerta com uma facada fatal.
 

 
Outra morte escrita por Aguinaldo Silva que também parou o país foi a de Nazaré Tedesco (Renata Sorra) em "Senhora do Destino”. 
 
Após matar vários de seus desafetos, Nazaré comete mais um crime: ela sequestra Linda, filha de Isabel (Carolina Dieckmann) e Edgard (Dan Stulbach)
 
A vilã foge para a Bahia com a menina e tem seu destino rastreado. Cada vez mais próxima de ser pega, Nazaré segue de carro sozinha mas em um determinado momento o veículo para de funcionar na frente de uma usina. 
 
Nazaré invade a usina com o cesto com o bebê. Maria do Carmo (Susana Vieira), Isabel e o resto da família chegam para tentar resgatar a criança. O cesto é derrubado, o que faz com que todos achem que Linda morreu.
 

 
A megera entra em uma ponte e é cercada dos dois lados. Lindalva avança e consegue negociar com Nazaré, que se sensibiliza e lhe entrega Linda. Nazaré beija Lindalva e lhe dá um abraço e se atira no rio.
 
Em "Fina Estampa” (2011), a jornalista Marcela (Suzana Pires) chantageia Tereza Cristina (Christiane Torloni) e, assim como outros desafetos da vilã, também se dá mal.
As duas marcam um encontro, onde Tereza Cristina fica acertada de dar uma maleta repleta de dinheiro em troca do silêncio de Marcela. A jornalista, no entanto, acaba sendo atingida por um tiro disparado por Ferdinand (Carlos Machado).
 
Marcela acaba sobrevivendo e é levada ao hospital. Temendo que ela se recupere e revele os segredos que sabe, Tereza Cristina, disfarçada com uma peruca loira e óculos escuro, entra no hospital. A vilã pede para visitar a jornalista sob pretexto de ser uma amiga. Sozinha, ela pega um travesseiro e sufoca a chantagista até sua morte.
 

 

Mais Notícias