Reportar erro
Novelas

Após Mel Lisboa, diretor de "Pecado Mortal" deve anunciar saída da novela

61cdfa1ea508bf411df04ada8d492a0e.jpg
Carlos Lombardi e Alexandre Avancini: parceria entre autor e diretor pode acabar antes do término da novela - Divulgação/Record
Redação NT

Publicado em 05/02/2014 às 08:59:31

Logo após toda a repercussão envolvendo a saída de Mel Lisboa de "Pecado Mortal", uma nova - e ainda mais forte - baixa pode ocorrer a qualquer momento na novela de Carlos Lombardi.
 
Segundo o jornalista Léo Dias, o diretor-geral Alexandre Avancini está em vias de deixar o folhetim para assumir um novo projeto na Record. Ele é cotado para a direção de "Os Dez Mandamentos".
 
Caso a saída se oficialize, "Pecado Mortal" perderá seu principal diretor. Além disso, há riscos de novas baixas na parte técnica, já que Avancini tem sua própria equipe.
 
Entenda:
 
"Os Dez Mandamentos" é um projeto de Vivian de Oliveira que existe há pelo menos dois anos. A ideia é contar a história de Moisés, que recebeu tais mandamentos em tábuas de pedra.
 
Inicialmente, a história seria uma minissérie que deveria ir ao ar neste ano e sob direção de Edson Spinello.
 
No entanto, com a reestruturação da dramaturgia, optou-se por "Milagres de Jesus" e adiar "Os Dez Mandamentos" em um ano.
 
O projeto agora deverá ser ainda maior e poderá ganhar ares de novela, já que seu tempo em cartaz promete ser maior que as minisséries exibidas até então. Tal estratégia confirma o que os bastidores da Record cogitavam para o segundo semestre deste ano, que é a reabertura do segundo horário de produções nacionais com histórias bíblicas.
 
Parceria:
 
Ainda no caso da saída de Alexandre Avancini de "Pecado Mortal" se confirmar, tal fato romperia a parceria do diretor com Carlos Lombardi.
 
Os dois trabalham juntos há mais de 20 anos, desde o grande sucesso "Quatro por Quatro", na Globo. "Uga Uga", "O Quinto dos Infernos" e "Kubanacan" foram alguns dos projetos que emplacaram de lá para cá.
 
No entanto, analisando apenas a saída de Avancini, tal fato não seria considerado inédito. Em 2006, o diretor deixou "Vidas Opostas" para assumir "Caminhos do Coração", que estreou na sequência. 
Mais Notícias