Afiliada da Globo erra e exibe filme infantil em inglês sem legendas

Erro aconteceu nesta segunda (12), Dia das Crianças

Divulgação

Publicado em 13/10/2015 às 09:47:29

Por: Lucas Félix

As crianças de Natal e região metropolitana, no Rio Grande do Norte, foram surpreendidas com uma inesperada “aula” de inglês em pleno feriado.

Uma falha técnica na InterTV Cabugi, uma das afiliadas da Globo no estado, fez com que praticamente todo o primeiro bloco do filme “Madagascar 2”, exibido nessa segunda (12) na “Sessão da Tarde”, fosse ao ar em seu idioma original, o inglês.

O erro persistiu por cerca de 30 minutos sem que nenhuma alteração a mais fosse perceptível na exibição. Nada de falhas visuais como cortes de imagem para tela preta ou mesmo ruídos nas sonoras falas então ditas no mais internacionalizado dos idiomas, por exemplo. Nem no momento da correção do problema, que ocorreu pouco antes do fim do primeiro bloco. Os demais seguiram sem maiores sobressaltos.

Curiosamente, durante algumas falas em idiomas fictícios ou na exibição de placas eram mostradas legendas em português, assim como o acionamento da função de legenda oculta também revelava as falas já traduzidas.

Não há registro de outros problemas nas demais afiliadas pelo Brasil, nem mesmo na InterTV Costa Branca, que cobre o interior do RN. A falha ocorreu apenas no sinal digital da Cabugi, que teve a transmissão normal em sistema analógico.

Nas redes sociais, diversos telespectadores se manifestaram sobre o problema, a maioria em tom de humor, enquanto outros tentavam entender o alcance da situação, que foi limitado e passou batido para a maior parte do público.

“Sessão da Tarde” interativa

“Madagascar 2” foi eleito para bilíngue exibição graças aos votos do público no site da emissora, que frequentemente tem adotado enquetes para definir suas exibições nas tardes.

Mas seu confronto com “Up – Altas Aventuras” foi tão apertado que o canal já colocou no ar chamadas programando a exibição do longa derrotado para a “Temperatura Máxima” do próximo domingo (18).



COMENTÁRIOS