"Resenha ESPN" estreia com informalidade e marca volta de Rodrigo Rodrigues

NaTelinha acompanha programa nos bastidores

 "Resenha ESPN" estreia com informalidade e marca volta de Rodrigo Rodrigues
Reprodução

Sem autor

Publicado em 06/07/2015 às 09:47:47,

Estreou na noite deste domingo (5), o "Resenha ESPN", mais novo programa esportivo do fim de semana e nova aposta da ESPN para o horário.

A atração marcou a volta de Rodrigo Rodrigues, que estava fora da emissora desde o ano passado. O NaTelinha esteve presente e foi a única equipe de reportagem de um veículo de comunicação a acompanhar a estreia nos bastidores.

Rodrigo recebeu neste primeiro programa o ex-técnico do São Paulo, Muricy Ramalho, e o ex-jogador de clubes como Cruzeiro, Flamengo, Palmeiras, além de tetracampeão com a Seleção Brasileira em 1994, Zinho. No estúdio, também estavam os ex-jogadores e agora comentaristas Juan Pablo Sorín e Zé Elias - este escalado de última hora, já que Alex, que junto com Sorín fará parte do elenco fixo da atração, teve uma doença e acabou não podendo participar.

Nos bastidores, o programa foi marcado pela informalidade, bem como no ar. Zinho, Muricy, Sorín e Zé Elias misturaram histórias que tinham de suas vitoriosas carreiras com comentários sobre o futebol atual e sobre a rodada do fim de semana. Muricy, por exemplo, afirmou que "o futebol hoje em dia está muito careta, muito profissional. Os caras da categoria de base já chegam no time de cima (profissional) já com uma marra que não tinha no meu tempo. Jogam muito pelo dinheiro".

O papo estava tão bom que o primeiro bloco, que deveria ter 45 minutos, foi quase até 23h. No estúdio, todos pareciam gostar do que estavam fazendo, pois a atração estava leve, diferenciada ao padrão ESPN de programas esportivos. Mesmo com o primeiro bloco estourado - ou seja, acima do tempo planejado para a TV -, o "Resenha ESPN" acabou pontualmente às 23h30, entregando para a edição de domingo do "SportsCenter". Ao fim da edição, todos se cumprimentaram, entre responsáveis, câmeras e editores da ESPN que contribuíram para que o "Resenha" fosse ao ar.


Foto: Gabriel Vaquer/NaTelinha
 

Durante os intervalos, Rodrigo Rodrigues falou com nossa reportagem e explicou que a tônica do programa é justamente privilegiar a boleiragem dos convidados e render uma atração diferenciada para a grade da ESPN. "Eu algumas vezes fico aqui, bem calado, e prefiro apenas ouvir o que eles tem a dizer. Como eu não participei disso, dessa resenha de jogadores, de boleiragem, eu não sei como é de verdade esse clima. Eles são as estrelas do programa".

Sobre o teor da atração, Rodrigo comentou que a preocupação era não ser um "Bate-Bola" em outro cenário: "A nossa preocupação era ser um programa nosso, com identidade, não ser um 'Bate-Bola' que tem um cenário mais bonito. A câmera em movimento, o papo com mais molejo deles aqui, deu essa embalagem diferente do que a ESPN normalmente faz. E o programa passou rápido. Foi tão bom, que pela primeira vez, eu nem olhei o Twitter durante a apresentação".

O "Resenha ESPN" vai ao ar todo domingo, às 22h, e tem como missão dar bons números de audiência para a ESPN, na concorrência com o "A Última Palavra", de Renato Maurício Prado no Fox Sports, e o "Extra Ordinários" no SporTV.