Afastada da TV, Silvia Poppovic diz: "eu não sei descer o nível"

Divulgação

Publicado em 20/08/2014 às 17:16:31

Por: Sem autor

Fora da televisão desde 2010, e sem contrato com um canal de televisão desde que rescindiu com a Band em 2012, a jornalista e apresentadora Silvia Poppovic falou sobre seu atual momento na carreira.

Durante participação no "Mulheres" desta quarta (20), apresentado por Cátia Fonseca na TV Gazeta, Silvia falou sobre o programa "Tá na Tela", de Luiz Bacci, que está no ar em uma faixa onde ela esteve no ar por anos na Band: "Eu já tive que empurrar esse piano diariamente. Eu torço, torço mesmo para que dê certo. Espero que dê certo. Mas eu já tive meu momento em outra época, eu trabalhava muito".

Silvia falou o porquê de não ter voltado para a televisão ainda, e disse que não sabe fazer sensacionalismo: "O problema era que os horários que me propuseram, eram horários competitivos, e eu teria que fazer programas popularescos, de chutar o pau da barraca. Para mim, não dá. Até porque, eu não sei fazer isso, tem gente que sabe fazer melhor que eu essas coisas, eu não sei descer o nível".

Poppovic também falou sobre a fama de "bocuda" e durona que teria. Ela negou e disse que era uma boa chefe: "Não, ao contrário. Eu acho que sou uma boa chefe. Delegando, confiando, e televisão, rádio, é trabalho em equipe".

"Eu cobro bem. E eu me irritava com uma coisa, que era quando me vendiam um caso, e no ar, a moça falava outro. Tem gente que para aparecer, topa qualquer negócio. Acho que a gente tem que ser levado a sério, e tem que levar gente que quer se levar", completou.

Por fim, ela falou sobre o boato de que teria um problema com a apresentadora Astrid Fontenelle, que a substituiu no programa "Melhor da Tarde", em 2000, na Band. "Eu que escolhi a Astrid, eu saí para ficar grávida, então não teve ciúme nenhum. Ela é ótima, o programa estava no auge, tinha uma grande audiência. Não era qualquer uma que podia ficar no meu lugar", finalizou.



COMENTÁRIOS