Após polêmica com comentarista, "Jornal da Massa" volta a ter opinião

Retorno teria acontecido após pressão dos telespectadores

Paulo Eduardo Martins - Reprodução

Publicado em 09/04/2014 às 15:33:59

Por: Sem autor

Depois de uma grande polêmica, onde os comentaristas do "Jornal da Massa", da Rede Massa, afiliada do SBT no Paraná e de propriedade de Ratinho, teriam sido afastados por ordem de estatais, que ameaçaram tirar anunciantes do canal, o jornalístico voltou a ter opinião.

O anúncio foi feito pelo próprio apresentador e dono do canal, em seu programa noturno no SBT. A novidade foi comemorada pelo apresentador do jornal, Denian Couto: "Ratinho disse ontem em seu programa no SBT que o Jornal da Massa retornará ao formato que o consagrou, com debate e comentários. Grande!!!".

Com isso, os debatedores e opinadores do noticiário, Ogier Buchi, Ruth Bolognese e Paulo Eduardo Martins, o mais polêmico de todos, voltarão a opinar no jornalístico matinal.


O motivo seriam dois: a pressão do público nas redes sociais, que não gostou das mudanças, e uma queda de audiência, reflexo da insatisfação do povo com a mudança do formato. Ainda não há uma data exata para a volta do jornal no formato antigo.

Procurado pelo NaTelinha, Paulo Eduardo Martins confirmou seu retorno ao "Jornal da Massa" e comentou: "É uma decisão que faz de todos os envolvidos, vencedores. Os comentaristas, que recuperam o espaço; o público, que volta a acompanhar os comentaristas; a empresa, que volta a agradar o público; e até o governo, que pode melhorar se souber ouvir os críticos".

"O momento que o país atravessa requer que profissionais preocupados em compreender e explicar para o público o que acontece tenham espaço nos veículos. A reação do próprio público demonstra isso. Eu fiquei feliz pelo fato da empresa reconsiderar a decisão de fazer um jornal sem comentários", finalizou.

Entenda o caso

No último dia 28 de março, a mudança do formato do "Jornal da Massa" foi anunciada pelo jornalista Paulo Eduardo Martins: "Amigos, hoje (28) fiz minha última participação no Jornal da Massa. Por uma decisão legítima da direção da Rede Massa, o telejornal não mais contará com comentaristas. Agradeço aos que acompanharam e compartilharam o programa, aos colegas de bancada Denian Couto, Ogier Buchi, Ruth Bolognese e também a todos da emissora por terem sustentado o formato que nos proporcionou fazer o debate e enfrentar as amarras culturais que envolvem a imprensa brasileira. Sigo como colunista do telejornal SBT Paraná. A vida segue".

No estado, a informação é de que ele teria sido afastado do noticiário por pressão do governo federal, que ameaçou retirar os patrocínios de estatais do programa. Paulo Eduardo é um crítico ferrenho do governo do PT, que ele chama de "comunista" e "ditatorial".

Porém, em entrevista exclusiva ao NaTelinha, o jornalista negou esta informação e disse que sempre teve liberdade nos comentários: "Sempre fui um crítico severo do governo do PT, mas não posso atribuir a mudança a uma intervenção do governo. Não tenho informação de nenhum movimento nesse sentido. Seria leviano da minha parte afirmar algo assim".



COMENTÁRIOS