Diretor do "Arena SBT" diz: "vamos tratar o esporte de uma forma diferente"

Em entrevista exclusiva, Márcio Esquilo fala sobre o novo programa do SBT que estreia em março

Márcio Esquilo é o diretor do novo "Arena SBT"

Publicado em 21/02/2014 às 15:28:51

Por: João Gabriel Batista

Com passagens por várias emissoras, como Globo, Record e há cinco anos no SBT, Márcio Esquilo é o diretor do "Arena SBT", novo programa que estreia no dia 8 de março na emissora.

Dinâmico, Esquilo é um profissional que transita nas mais diversas áreas. Ele já dirigiu atrações populares e de auditório, como o "Domingo Legal", e também formatos fechados, como o "Troca de Família", o sério e refinado "Aprendiz" e o divertido "1 Contra 100". "Eu gosto muito de TV. Não tenho uma área favorita", declarou ele.

Contratado do SBT desde 2009, Márcio Esquilo conversa com o NaTelinha sobre seu próximo desafio na casa. O "Arena SBT" estreia em ano de Copa do Mundo no Brasil e todas os obstáculos iminentes já são de conhecimento do diretor e de sua equipe.

Apesar do entusiasmo e da força de vontade, a produção tem ciência de que não será uma tarefa fácil trabalhar com o futebol em uma emissora que nunca priorizou o esporte.

Além disso, contornar fatos como a inexistência de acordos que permitam a exploração de imagens das partidas (que são de domínio da Globo e Band), falar de futebol em um sábado à noite - em vez de domingo, como se tem costume -, e buscar manter o espaço na grade são outras das missões que Esquilo e seu time terão de enfrentar. "Vamos fazer o melhor com o que temos disponível!", garantiu o diretor.

Confira a entrevista exclusiva na íntegra:

NaTelinha: O "Arena SBT" é um projeto novo em um setor pouco explorado pelo SBT e dominado por concorrentes como Globo, Band e TV a cabo. Qual é a receita da equipe para criar um produto diferente da concorrência em um canal sem tradição esportiva recente?

Márcio Esquilo:
Como você mesmo disse, o SBT não tem tradição recente, mas durante muitos anos esteve presente em grandes eventos do esporte nacional e mundial. Queremos retomar um pouco dessa memória através da criatividade e da inovação. Vamos tratar de esporte de uma forma diferente da convencional.


NaTelinha: O "Arena SBT" abordará o mundo do futebol e outros esportes com toques de humor. De que forma a comédia estará presente no programa?

Márcio Esquilo:
A começar, através do Porpetone e do Gavião que são duas feras do humor, da comunicação e também do esporte. Vamos trabalhar também o humor em esquetes, nas externas e no bate papo no palco. Vamos falar sério algumas vezes, mas não será de uma forma pesada. Vamos tentar achar essa medida ideal de transformar o assunto esporte na alegria e no entretenimento que ele proporciona.


NaTelinha: Até alguns dias atrás, o "Arena SBT" se chamaria "Estádio SBT", mas a emissora resolveu mudar o título por conta da existência de um programa de rádio com nome semelhante. O que você achou disso, sendo que o SBT já divulgava o "Estádio"?

Márcio Esquilo:
Arena e Estádio transmitem o mesmo significado que queremos passar, isso é o que importa!


NaTelinha: O programa mudou de nome por conta de um formato de rádio, mas o "Arena" agora terá praticamente o mesmo nome do "Arena SporTV", exibido num canal de TV por assinatura com maior abrangência que o rádio, não? O que acha disso?

Márcio Esquilo:
O Arena SBT tem outra proposta! Vai ser jornalismo com entretenimento e humor.


NaTelinha: O SBT não tem direitos de exibição de nenhum campeonato esportivo. Isso prejudica a produção, que não poderá explorar os VTs como os programas da Band e Globo, detentoras da maior parte dos torneios?

Márcio Esquilo:
Aí entra a nossa criatividade! Vamos fazer o melhor com o que temos disponível!


NaTelinha: Poderia se dizer que o "Arena SBT" marca o início de uma disputa da emissora por direitos de exibição de campeonatos?

Márcio Esquilo:
Eu espero que o Arena marque o início de muita coisa boa para o SBT. Um sucesso a mais na casa pode trazer benefícios não só pra emissora, mas também para os telespectadores e para aqueles que estão trabalhando na frente e atras das câmeras.


NaTelinha: É natural que atrações esportivas sejam consideradas bairristas, o que gera bastante insatisfação do resto do Brasil. Como contornar esta questão, já que os índices de São Paulo possuem um grande peso na escolha da diretoria de programas que ficam ou que deixam a grade?  

Márcio Esquilo:
Vamos contar com a parceria das afiliadas do SBT pelo Brasil inteiro.


NaTelinha: O "Arena SBT" será exibido nas noites de sábado. Acredita que o programa dará certo numa faixa tão complicada da emissora?

Márcio Esquilo:
Fizemos uma pesquisa de público e vamos tentar seguir uma linha de raciocínio que agrade e seja capaz de atrair todos aqueles que procuram se divertir e que também queiram informação. Teremos grandes ídolos do esporte, do humor, da música, mulheres bonitas, matérias informativas e engraçadas. Nada apelativo! Acho que vamos conseguir agradar crianças, jovens, mulheres...   


NaTelinha: Como o "Arena SBT" vai interagir com o telespectador e com o resto do país?

Márcio Esquilo:
Através de matérias regionais, através das redes sociais, através do site do programa, etc... O SBT tem os seus "SBTistas" não por acaso! A casa se preocupa e faz questão de estar em contato com eles. No Arena também vai ser assim.


NaTelinha: O futebol brasileiro vem perdendo público no decorrer destes últimos anos. Em contra-partida, os custos são cada vez maiores, tanto para a aquisição de direitos como em equipamentos e infra-estrutura. Em paralelo a isso, a TV fechada vem crescendo e tomando espaço antes único da TV aberta, da mesma forma que a internet começou a fazer. Como acredita que a TV aberta pode driblar esta tendência de queda, que abrange também a outros setores?

Márcio Esquilo:
Fazendo programas de qualidade, com criatividade e muito entretenimento. O esporte é felicidade! A vida do brasileiro é tão complicado no dia dia... Acho que a pessoa tem que chegar em casa, ligar a TV, se informar, mas ao mesmo tempo dar risada. Acho que assim você cativa seu publico.


NaTelinha: Quais foram os critérios para se chegar ao atual time do "Arena SBT"? Houve alguma tentativa de nome que não pode ser confirmado?

Márcio Esquilo:
Eu defini esse time para o piloto e houve um tremendo sucesso! Apesar de ter gostado muito do projeto, o único que não conseguiu continuar com a gente por conta de agenda, foi o Gabriel Pensador.


NaTelinha: A Globo não tem debate esportivo. A Record teve durante vários anos mas abriu mão deles com o término da parceria com a Globo. A Band possui o "Terceiro Tempo" e "Jogo Aberto", algumas de suas maiores audiências, mas com índices na casa dos 4 pontos. Existe alguma meta de audiência para o "Arena SBT"? Acredita na rentabilidade do projeto com índices como este?

Márcio Esquilo:
Trabalhar com audiência antes do programa ir ao ar é muito complicado... É óbvio que temos expectativas e vamos trabalhar muito para atingi-las.


NaTelinha: Você já passou pelo "Caldeirão", que é um programa de variedades, pelo "Aprendiz", que é um reality empresarial, pelo "Troca de Família", que é um reality onde os familiares protagonizam a história. Também participou do "Topa ou Não Topa", um game-show, e do "Domingo Legal". Agora você implanta e dirige o "Arena SBT". Como é trabalhar com projetos tão distintos? Existe alguma área favorita?

Márcio Esquilo:
Eu gosto muito de TV. Desde o início da minha carreira sempre fiz tudo com muita dedicação. Todos os projetos por onde passei agregaram muito na minha vida profissional. Não tenho uma área favorita. É muito bom ter espaço pra criar e entreter.


NaTelinha: Quando Roberto Justus voltou para a Record, foi cogitado que você também voltaria. O que te motivou a deixar a Record na época e a continuar no SBT? Como é seu relacionamento com a casa?

Márcio Esquilo:
Eu sou suspeito para falar sobre o SBT que me recebeu tão bem. Ainda mais agora com a confiança e aposta de toda a direção do no meu trabalho. O SBT é uma casa ótima de se trabalhar, com grandes profissionais e, agora, depois de mais de 5 anos aqui, com grandes amigos também.


NaTelinha: Por fim, o que o telespectador pode esperar do "Arena SBT"?

Márcio Esquilo:
O Arena vai agregar muita informação e entretenimento à grade de SBT. Quero manter a tradição da emissora em criar grandes sucessos. Espero que o público assista e goste da nossa forma de passar diversão e conhecimento. O público brasileiro precisa disso no sábado à noite.
 



COMENTÁRIOS