"Melhores do Ano NT": Chegou a hora de você escolher os destaques da TV em 2012

Publicado em 22/11/2012 às 13:00:30

Por: Redação NT

O ano de 2012 se aproxima do fim e chegou a hora de você, internauta do NaTelinha, escolher quais foram os melhores da TV. Antes de você conhecer quem são os indicados ao “Melhores do Ano NT”, é hora de relembrar o que marcou a TV durante este ano.
 
Estreias, sucessos, crises e muita saudade!
 
Em 2012, o telespectador brasileiro se despediu de dois dos maiores nomes da história da telinha: a rainha Hebe Camargo e o mestre do riso Chico Anysio.
 
 
Também teve a oportunidade de acompanhar a eleição de seus novos prefeitos e torcer por seus atletas durante os Jogos Olímpicos de Londres. Além disso, o telespectador viu alguns canais crescerem com produtos bem sucedidos e outros entrarem em crise.
 
A TV Globo vinha em alta com sua teledramaturgia. “Cheias de Charme” e “Avenida Brasil” rapidamente se tornaram sucessos, elevaram os índices do canal e se tornaram assunto constante nas rodas de conversas. Porém, com o fim dos dois folhetins e com várias estreias seguidas, sua teledramaturgia despencou, levando o canal a registrar médias diárias jamais vistas até então.

"The Voice Brasil" é um dos destaques da Globo em 2012
Entre as estreias da rede carioca destacaram-se o reality “The Voice Brasil”, sob o comando do irreverente Tiago Leifert, e o aguardado programa de Fátima Bernardes, o “Encontro”.
 
O ano das Olimpíadas prometia para a Record, que transmitiu o evento com exclusividade. Porém, nem os jogos de Londres conseguiram salvar a emissora de um ano difícil. A teledramaturgia, até então um de seus pilares, passou a ser a principal pedra no sapato. “Máscaras” registrou índices tão baixos, que levou a emissora a encurtá-la. Sua sucessora “Balacobaco” não recuperou o público perdido.

Protagonizado pela atriz Miriam Freeland, "Máscaras" foi mal e acabou encurtada pela Record
Para piorar, constantes mudanças na grade derrubaram a audiência em diferentes faixas horárias. Informações sobre corte de gastos e demissões na Record e na Record News propagaram pela imprensa. Em meio à crise, jornalísticos como “SP no Ar” e “Cidade Alerta” salvaram a Record de um ano ainda mais apagado.
 
Quem aproveitou o ano para crescer foi o SBT, que apostou em “Carrossel” como trunfo para retomar a vice-liderança. E deu certo! A adaptação de Íris Abravanel elevou os índices do SBT para a casa dos 13 pontos na Grande São Paulo. E, consequentemente, o horário nobre do SBT foi favorecido. Atrações como “A Praça é Nossa”, “Programa do Ratinho”, “Cine Espetacular” e “Cante se Puder” levaram o canal a assumir a vice-liderança absoluta no horário mais importante da TV.

"Carrossel" é considerado um fenômeno e impulsionou o SBT na briga para recuperar o segundo lugar
Os programas “Silvio Santos”, “Eliana” e “Conexão Repórter” também apresentaram resultados positivos. E a boa fase do SBT levou o Teleton a bater recorde de arrecadação e a registrar a melhor audiência dos últimos anos.  
 
A Band foi outra emissora que avançou. O game-show “Quem fica em Pé?” mostrou um Datena mais irreverente e, mesmo num horário ingrato, o das 21h30, registrou bons índices para os padrões do canal. A estreia do “Pânico na Band” fez a emissora voltar a ser lembrada nas noites de domingo. O reality “Mulheres Ricas” foi um dos mais comentados do gênero. Isso sem falar na tradição da Band no esporte e no jornalismo, com muitas transmissões esportivas e estreias, como “Os Donos da Bola”, sob o comando do craque Neto, e "Deu Olé", de Felipe Andreoli, Denilson e Paloma Tocci.

Exibido em janeiro de 2012, "Mulheres Ricas" teve grande repercussão; segunda temporada está sendo gravada
A faixa vespertina também teve sua chance, com o programa "Muito Mais", de Adriane Galisteu, que após dez meses acabou sendo cancelado. Já no horário nobre, "CQC", "A Liga", "Polícia 24h" e "Agora é Tarde" seguiram no ar, com destaques distintos.
 
O ano foi de crise na RedeTV!. A aposta da emissora para substituir o “Pânico” não surtiu efeito. O “Saturday Night Live” naufragou nas noites de domingo e precisou ser transferido para os sábados e Rafinha Bastos acabou optando por encerrar seu curto vínculo com a emissora. Outra aposta do canal, “Estação Teen” também não se saiu bem, nem com a entrada do grupo Restart no comando.

Criado para substituir o "Pânico na TV", "Saturday Night Live" não vai bem e Rafinha Bastos deixa a RedeTV!
Para piorar a situação, vários horários da programação foram arrendados para igrejas, o que levou a rede a ser ultrapassada em diversas ocasiões pela TV Cultura na média diária. Além disso, novos cortes de gastos foram promovidos, culminando na demissão de um de seus fundadores, o superintendente operacional Kalled Adib.
 
Melhores do Ano NT
 
Em meio a tantos altos e baixos, o portal NaTelinha quer saber de você quais foram os destaques do ano. 
 
São 31 categorias, que premiarão os melhores programas, novelas, atores, humoristas e profissionais que fazem da TV o veículo de comunicação com o maior número de adeptos no Brasil. E com uma novidade! Neste ano, há categorias específicas para a TV paga. 

Para participar é muito fácil. Basta clicar aqui e apontar seus preferidos na enquete. 

A votação estará aberta até o dia 25 de dezembro. O resultado final você confere no dia 28. 
 
Participe! Vote quantas vezes quiser em seus preferidos.
 


publicidade

COMENTÁRIOS