Reportar erro
Notícias

Papo de Bola: Os absurdos da TV Pampa com o esporte da RedeTV!

Redação NT

Publicado em 28/04/2010 às 14:14:29

Dedico a coluna desta semana a uma situação inaceitável que acontece no Rio Grande do Sul desde a metade de 2007, a qual tenho criticado um monte em meus espaços desde então (inclusive aqui neste NaTelinha): a não exibição de eventos esportivos veiculados pela RedeTV! por parte de sua parceira gaúcha, a TV Pampa.

 

 

    

 



Para começar, é preciso fazer uma breve volta no tempo: primeiro semestre de 2007, a Record rompe sua transmissão pela Pampa pois compra a TV Guaíba, que vira Record/RS, enquanto a antiga afiliada volta para a RedeTV!, que já havia mostrado por três meses em 2003.


Ocorre que a Pampa, por algum motivo que até hoje não consigo descobrir - e, mesmo que eu descubra, não entenderei de maneira alguma -, parece ter estranhas repulsa e ojeriza por eventos esportivos. Nada consegue explicar que desde então não passe a Série B aos sábados (se nestes três anos passaram seis ou oito jogos, é muito!), não passe a Liga Europa (esta semana acontece a semifinal e o único jogo mostrado foi Benfica x Bate Borisov, a primeira exibição, há quase um ano!), não tenha passado a Copa SP deste ano (nenhuma partida foi mostrada, nem mesmo a final na manhã de segunda-feira, substituída por reprise local do "Pokémon"), não tenha passado quase nenhuma prova da A1GP (aquela categoria de velocidade que passou há alguns anos), não estejam passando a Copa Montana e a Itaipava GT Brasil... As únicas exceções, sabe lá por qual razão, são as lutas de vale-tudo, tanto no antigo "Sábado Campeão" quanto no atual "UFC Sem Limites" (que os gaúchos assistem às 22h dos sábados, horário próprio da Pampa, que não exibe o "Amaury Jr. Show").


No último sábado (24), a RedeTV! passou a exibir o Campeonato Italiano. Palermo x Milan foi a primeira partida. Milan, que é o time do Ronaldinho Gaúcho. Sem qualquer aviso prévio, nem mesmo nas grades enviadas aos jornais impressos de Porto Alegre, eis que na TV Pampa, lá pelas 15h40, os gaúchos se deparam com a transmissão de Sílvio Luiz! Aliás, Sílvio que estreou na emissora nacional em setembro do ano passado. Pois Palermo x Milan foi recém sua primeira narração vista no Rio Grande do Sul! E estamos nos finalmentes de abril! Não consigo achar outro motivo justificável, plausível ou pelo menos maluco que seja para justificar mostrarem esse jogo: única e exclusivamente por causa do ex-jogador do Grêmio.


Aí, eu pego o exemplo da Liga Europa. Nesta semana, acontece a semifinal decisiva. Um jogo a RedeTV! mostrará ao vivo, Atlético de Madrid x Liverpool, às 16h desta quinta-feira. Outro passará em gravação integral, Hamburgo x Fulham, às 14h do dia seguinte. Sabem o que a Pampa fará? Não mostrará ambos! Baseado no expediente das rodadas anteriores, já digo agora o que vai acontecer: na quinta, vão passar o "Pokémon" das 15h50 às 17h, quando começa uma extensa faixa de três horas de programas terceirizados; e na sexta, vão passar o mesmo desenho de 14h às 16h simplesmente por essa estranha repulsa por eventos esportivos, já que nesta faixa a Pampa mostra o "A Tarde é Sua" simultâneo com a rede. "Ah, mas os terceirizados você tem de dar um desconto", alguém dirá. Não mesmo. A RedeTV! tem o RR Soares das 17h às 18h. Quando tem Liga Europa e quando teve Copa SP em meio de semana, empurraram seu horário para 18h às 19h sem grilo. E numa quinta-feira dessas com rodada dupla ao vivo do torneio europeu, simplesmente não passaram o religioso naquele dia! Se uma pode, a outra pode também, é só um dia na semana! E não é religiosamente todas as semanas!

 

 


Silvio Luiz é um dos narradores da RedeTV!
Divulgação

 



E não só eu nos meus espaços faço esta queixa. Por dica minha, há bastante tempo o jornalista Flávio Ricco fez um registro desta postura incompreensível da Pampa em sua coluna Canal 1, registro reprisado nesta semana - que também teve o portal automobilístico Grande Prêmio criticando a emissora (e também outra afiliada da RedeTV!, a VTV, que abrange Santos, Campinas e Goiás) por não exibir a Itaipava GT Brasil no domingo passado.


São absurdos que precisam ser registrados e criticados, visando melhorias e reparos urgentes. E não digo isso exclusivamente por gostar de esportes, mas porque a bagunça feita pela Pampa na sua programação faz com que, não raro, eventos esportivos sejam substituídos por filmes extraídos de DVDs ou por um tapa-buraco chamado "Pampa Show", que nada mais é do que reprises de fofocas do "TV Fama" e da Sônia Abrão e de trechos de outros programas de variedades da rede nacional com as "cabeças" lidas por uma bonitona local. Além disso, as pessoas vivem falando que não há tantas opções esportivas no canal aberto em comparação a outros tempos, principalmente os anteriores aos canais a cabo. Aí, a RedeTV! faz apostas muito válidas (Série B já virou uma tradição nela nas tardes de sábado desde 2005), tá por mostrar os Campeonatos Italiano e Inglês da próxima temporada... E a Pampa prefere trocar os jogos por reprises de fofocas, do "Pokémon" ou terceirizados que parece que não podem ficar um dia sem ser exibidos que seus responsáveis farão bico de birra! Ah, paciência tem limite, meus amigos do Brasil.


Como se não bastasse, a própria RedeTV! é conivente com isso. Em 2008, contatei um diretor importante dela para reclamar disso que a emissora gaúcha fazia. Resposta que recebi, trocando em miúdos e resumindo: a parceria com a Pampa não é como a de outras redes com emissoras afiliadas, e sim uma em que determinados programas tem transmissão assegurada, mas outros a parceira mostra se quiser. E os esportivos não entram nestes de transmissão, vamos falar às claras, obrigada. Ou seja, se quiser passa, passa, e se não quiser, não passa. Aí acontece isso. Lamento muito pelos bons profissionais da matriz, como o compadre diretor esportivo Terence Mattar Paiva, o grande Sílvio Luiz (que tem uma grande legião de fãs gaúchos, vide ser imitado volta e meia em programas humorísticos de rádios FM da Capital) e o boa praça Luiz Alfredo (que tem ligação direta com o Rio Grande por conta do seu pai, o saudoso craque da locução esportiva Geraldo José de Almeida, que atuou entre 1972 e 1974 na antiga TV Difusora, posterior Bandeirantes de Porto Alegre). Isso sem falar na recém-estreada Paloma Tocci, que poderiam apreciar todos os dias na Band e, agora, não podem mais prestigiar.


E para fechar esta coluna, vejam o que é a incoerência das incoerências: o vice-presidente da Rede Pampa é Paulo Sérgio Pinto, ex-comentarista de futebol e ex-árbitro, cuja entrada fez a Rádio Pampa ser predominantemente esportiva entre 1999 e 2007 (quando a equipe, que incluía até o comentarista global Renato Marsiglia, foi desfeita por conta da retirada da verba mensal paga pela Record pela afiliação, parece que algo em torno de R$ 500 mil ou algo assim) e que, segundo informações recentes do jornalista José Luiz Prévidi, pretende retomar o esporte na rádio AM; e a diretora de programação da TV Pampa é Marjana Vargas, que por muitos anos na década de 90 foi repórter esportiva da RBS TV, além de primeira apresentadora de esportes da UHF/paga TVCOM, e largou esta área no final da referida década, depois atuando em outros segmentos na TV. Ou seja, duas das pessoas que estão no comando da Pampa já foram do esporte - e bons profissionais quando dele foram! É ou não é a incoerência das incoerências?


Já são três anos neste cenário, que já beira a insustentabilidade.




Edu César é colunista do NaTelinha e titular do site www.papodebola.com.br