Notícias

Exclusivo: NaTelinha entrevista a apresentadora Astrid Fontenelle


 

Original do Rio de Janeiro, foi aos 16 anos morar em São Paulo com sua mãe. Formou-se jornalista e hoje tem mais de 20 anos de carreira. Estamos falando de Astrid Fontenelle, que já passou por emissoras como Globo, Gazeta, Manchete, MTV e Band. Foi na MTV que teve maior visibilidade, onde apresentou programas como o Disk MTV, Barraco MTV e Pé na Cozinha.


Seu trabalho chamou a atenção da Band, que a contratou em 1999. Lá, comandou os programas Programaço, Silvia Poppovic - cobrindo a licença maternidade da apresentadora titular - e o Melhor da Tarde, em 2001, onde dividiu a apresentação com Leão Lobo e Aparecida Liberato. Em 2005, deixou o comando da atração e a TV aberta brasileira.


Em 2007 assumiu o comando do programa Happy Hour, do canal pago GNT. Ficou 1 ano na atração. Depois, se afastou da televisão brasileira, algo que intitulou como "licença maternidade para estar 100% ligada no meu filho".


Depois desse breve histórico, confira uma entrevista exclusiva que o NaTelinha realizou com a simpática Astrid Fontenelle:


Você está longe da TV aberta com um programa fixo desde 2005 com o fim do Melhor da Tarde. Não sente falta?


Astrid Fontenelle: Sinceramente não... Fui pro GNT e fiz um programa sensacional que me deu um retorno maravilhoso. Continuo saindo na rua, indo ao supermercado ou pulando carnaval no chão recebendo muito carinho e simpatia do publico.


Hoje você é promotora de eventos. Pretende voltar a trabalhar na TV aberta? Existem convites?


AF: Nao sou não... Fiz um evento super pontual que foi a Vila da Copa Philips em 2002. Depois fiz o Amaralina Beach Louge por 2 carnavais....Coisas como disse bem pontuais. Não procuro esse trabalho, fiz porque eram mesmo coisas grandiosas e certas oportunidads eu não deixo passar mesmo!


Você deixou a GNT há pouco mais de 1 ano. Na época foi cogitado que você havia deixado o programa por ele ser gravado no Rio e você morar em São Paulo. Era realmente o único motivo?


AF: Na verdade eu tinha entrado no processo de adoção e quera sim estar em SP diponível para isso....


Como foi apresentar o Happy Hour na GNT?


AF: Maravilhoso, o programa era na minha medida... Poucas vezes a gente tem essa sensação na carreira.


Você esteve no Carnaval de Salvador em 2009, porém há alguns anos fazia também cobertura para a TV. Gostaria de voltar a conciliar os dois?


AF: Olha, amava trabalhar no carnaval porque podia ver todo mundo, saber de tudo, mas brincar no chão de um bloco é uma senhora experiência, me divirto muuuuito, mas sempre deu pra trabalhar e brncar um pouquinho... Não é meta minha trabalhar no carnaval, senão teria trabalhado esse ano... Mas um dia se me quiserem, volto....


Em 2005, quando estava se desligando do Melhor da Tarde, você ficou conhecida por criticar a baixa qualidade da nossa TV. Hoje, pensa diferente?


AF: Não...Os canais abertos são obrigados a fazer muitas concessões. A justificativa é que dá audiência e dá mesmo...quem de nós não dá uma desacelerada pra espiar um acidente na rua??? Quem de nós não deu uma paradinha pra ver a triste história da Suzana Vieira sendo contada na TV?? Para, critica, mas tá vendo... Se vive um círculo vicioso e assim será.


Volta e meia aparece alguém querendo conversar comigo pra tentar fazer algo com mais qualidade e que dê audiência...não sei fazer...uma pena...Outro dia me falaram: mas pense bem, porque dá dinheiro...e como dá. Comprei um apartamento em Salvador com os merchans da Band!


Durante o ano passado, você gravou algumas reportagens para o Programa Hebe, do SBT. O que você achou da experiência? Não houve convite para você participar de outras gravações para a atração?


AF: Hebe foi de extrema generosidade comigo. Eu tinha acabado de me separar, ela me levou pra casa dela e me "intimou" a trabalhar seguindo a filosofia do "mente vazia, oficina do demônio". Ela foi maravilhosa comigo, minha mãezona!!! Serei eternamente grata!!!


No mês passado, surgiu a notícia de dentro do SBT que você participaria de um piloto do Casos de Família, mas isso não aconteceu. O NaTelinha retificou a informação. Se houvesse o convite, você aceitaria? O que pensa sobre o Casos de Família?


AF: Um dos trabalhos que fiz na Band foi o Programa Silvia Popovic que tinha um pouco esssa pegada....um pouco, eu disse....Não era a mesma coisa. Acho que eu não seria a pessoa pra esse programa...sou muito debochada... (risos).


Quais são seus projetos para o ano de 2009 e os próximos?

AF: Trabalhar no segundo semestre. Me dei uma licença maternidade para estar 100% ligada no meu filho.... Mas meu filho precisa de uma mamãe que trabalhe. Leite, fralda, pomadinhas tem seu custo!!!