Despedida

Corpo do diretor Jorge Fernando deixa velório sob aplausos

Artistas e familiares deram o último adeus ao profissional, que será cremado

Corpo do diretor Jorge Fernando deixa velório sob aplausos
Diretor Jorge Fernando - Foto: Divulgação/Globo

Publicado em 29/10/2019 às 14:51:00 ,
atualizado em 29/10/2019 às 14:55:06

Por: Naian Lucas com Redação NT

O corpo de Jorge Fernando deixou a Sala Marília Pêra, no Teatro Leblon, na Zona Sul do Rio de Janeiro, e foi levado para a Capela Ecumênica do Cemitério da Penitência, no Caju, na Zona Portuária, aonde vem ocorrendo a cerimônia de cremação na tarde desta terça-feira (29).

O velório foi aberto ao público por volta das 8h e os fãs puderam se despedir até as 10h. Dali até ao meio-dia, o espaço foi fechado exclusivamente para familiares e amigos do diretor, que tiveram a oportunidade de dar o último adeus.

O caixão com o corpo do ator deixou o teatro por volta das 12h30, recebendo aplausos das pessoas presentes no local. Ovacionado, foi possível escutar gritos com “Viva Jorginho!”. Vários famosos compareceram à cerimônia, como Cláudia Raia, Marieta Severo, Walcyr Carrasco, Edson Celulari, entre outros.

A decoração do velório trouxe imagens da carreira de Jorginho, que dirigiu dezenas de novelas, séries e minisséries, além de também ter trabalhado como ator, sendo protagonista de Macho Man (2011), enredo desenvolvido por Alexandre Machado e Fernanda Young, que também faleceu neste ano.

A mãe de Fernando, de 95 anos, recebeu a notícia na tarde de ontem e chegou ao velório de cadeira de rodas. Durante a cerimônia, ela recebeu o carinho dos amigos do diretor e foi consolada por familiares.

“Ele é a minha referência de tudo. Ele é meu pai, padrinho, meu mestre, professor, diretor. E difícil, foi de repente e a gente achou que ia estar junto de novo em cena, em janeiro. Minha avó está devastada. A gente pensar que não tem lei, não tem regra, não tem ordem. Com 95 anos perder um filho. É difícil”, afirmou a atriz Maria Carol, sobrinha de Jorge Fernando. Ela atuou na novela Verão 90, último trabalho do diretor.

Responsável pela direção de Guerra dos Sexos em 1983 ao lado de Jorginho, Guel Arraes também esteve presente e demonstrou sua emoção ao falar do amigo: “O Jorginho era meu irmãozinho de teatro. Ele me ensinou a amar a televisão e a respeitar a arte popular. Ele gosta de carnaval, de novela, de musical. Era sempre muito querido por todo mundo. Ele faz parte de um momento muito importante da minha vida, ele tem um caráter incrível”.

Walcyr Carrasco foi outra personalidade que esteve na despedida. “Eu fiz grandes sucessos da minha vida com ele. Ele foi fundamental na construção da minha carreira. Tinha um entendimento absoluto do meu texto. Eu vou sentir muita falta do Jorginho”, disse o autor de A Dona do Pedaço, que junto com o diretor fez Chocolate com Pimenta (2003), Alma Gêmea (2005), Sete Pecados (2007), Caras e Bocas (2009) e Êta Mundo Bom (2016).

Falecimento de Jorge Fernando

Jorge Fernando, 64 anos, estava internado há 20 dias no Copa Star, em Copacabana, para tratar de uma inflamação no pâncreas.

Em nota oficial, o hospital afirmou que a parada cardíaca sofrida por ele se deu por conta de uma dissecção de aorta completa e que, apesar dos esforços, não foi possível reverter o quadro.

O ator e diretor também tinha sofrido um acidente vascular cerebral em janeiro de 2017. Desde então, lutava para superar as sequelas que ficaram.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!