Xica da Silva

Taís Araújo relembra estreia na TV e choro ao cortar cabelo: "Tristeza"

Produção ocorreu há 23 anos

Taís Araújo relembra estreia na TV e choro ao cortar cabelo:
Divulgação

Publicado em 10/10/2019 às 10:45:38 ,
atualizado em 10/10/2019 às 11:02:52

Por: Redação NT

Taís Araújo foi uma das celebridades a relembrarem o passado nesta quinta-feira (10).

A atriz escolheu uma foto do tempo que protagonizou Xica da Silva, na extinta TV Manchete em 1996 e que ganhou reprise no SBT em 2005.

Na produção escrita por Walcyr Carrasco, Taís precisou dar adeus aos cabelos compridos para viver a escrava: "#TBT do dia em que peguei um cabelo na cintura e passei a tesoura pra viver Xica da Silva. Foi uma tristeza pra mim, amava muito ter cabelo comprido".

Confira:

Taís Araújo relembra trabalho

No Encontro com Fátima Bernardes em agosto, ela falou sobre o trabalho.

“Eu trabalho desde cedo, 16, 17 anos, então já escutei isso sobre representatividade. Sempre escutei as primeiras vezes. A primeira protagonista, sei lá, da novela da Manchete”, disse Araújo. “A primeira do horário das nove”, interrompeu Fátima. “Olha, eu tinha um pouco de medo, porque pode ser um peso, mas, depois, amadurecendo, fui percebendo a importância dessa representatividade”, acrescentou Taís.

Ela garante que tem uma relação ótima com as suas fãs e tem consciência da sua importância para que outras mulheres, negras e pobres ocupem mais espaços em áreas consideradas elitistas. “Existe uma via de mão dupla com as meninas, porque elas me inspiram o tempo todo. Porque eu vejo que o trabalho vale à pena, que as escolhas valem a pena. É uma via de mão dupla. Elas me inspiram demais”.

Taís Araújo se tornou um dos principais símbolos negros da televisão brasileira. Ela atuou em “Xica da Silva” (1995), na TV Manchete, tornando-se a primeira protagonista negra em novela. Anos depois, ganhou a oportunidade de ser a mocinha Preta, de “Da Cor do Pecado” (2004), sendo também a primeira negra protagonista na Globo.

Cinco anos depois, a global recebeu o convite para ser Helena em “Viver a Vida” (2009). A estreia veio cercada de expectativas, já que era a primeira negra protagonizando uma novela no horário nobre, entretanto, a trama fracassou e a mocinha acabou sendo ofuscada pela cadeirante Luciana (Alinne Moraes).

Longe das novelas desde 2014, quando atuou em “Geração Brasil”, Taís Araújo trabalhou nas séries “Mister Brau” (2015-2018) e em “Aruanas”, lançada este ano no Globoplay.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!