Reportar erro
Politicamente correto

Marcius Melhem fala sobre o fim do "Tá no Ar": "Uma hora tem que acabar"

"Somos inquietos", diz ele sobre continuidade do "Tá no Ar"

Marcius Melhem
Marcius Melhem cuida de projetos humorísticos na Globo
Thiago Forato

Publicado em 01/01/2019 às 10:38:23

No ar desde 2014, a última temporada do "Tá no Ar: A TV na TV" termina neste verão de 2019.

Com grande responsabilidade agora dentro da Globo, avaliando e aprovando (ou negando) projetos, Marcius Melhem contou ao jornal Extra o motivo do "Tá no Ar" ter terminado: "Porque uma hora tem que acabar. O programa surgiu como uma novidade grande, depois se manteve e se mantém com frescor, acompanhando as loucuras deste país".

Para Melhem, o "Tá no Ar" poderia ser feito por mais 10 anos, mas pondera: "Somos inquietos e queremos fazer outros projetos. Se não tiramos do ar uma coisa que está resolvida, a máquina da criatividade não começa a girar".

Segundo ele, é bom ter um espaço para discutir o humor dentro da Globo: "Procuro ser o mais generoso e sincero possível com os projetos que chegam. É fundamental olhar nos olhos das pessoas e conversar sobre o que você acredita, sobre o que é legal para aquele momento. Eu olho esse lugar com muita responsabilidade e com o cuidado de fazer com que ele não me tire o que eu mais gosto de fazer, que é criar".

Ele também falou sobre o politicamente correto: "Não podemos oprimir o oprimido, ajudar a perpetuar machismo, racismo, misoginia. A gente vive em um país difícil para muitos grupos, e acho que a função do humor é ajudar a melhorar a vida dessas pessoas, não piorar".

"Então, temos que ser vigilantes mesmo. Tem risadas que não me interessam e, por isso, eu prefiro buscar outro caminho. De alguma forma, temos que contribuir para dar visibilidade a essas causas e fazer com que pessoas que são esquecidas todo dia sejam lembradas pela gente", conta.

Mais Notícias
Outros Famosos