Reportar erro
Colunas

Gênio como apresentador, Silvio Santos tira marasmo, mas prejudica SBT

Antenado

silvio-santos-35anos.jpg
Foto: Divulgação
Redação NT

Publicado em 11/11/2016 às 12:03:20

Ninguém questiona Silvio Santos como apresentador de televisão - ou animador, como ele prefere ser chamado. É um gênio, o maior de todos, quiçá o maior da história da televisão nacional. 
 
Silvio Santos diz que virou dono de televisão porque os proprietários de emissoras faziam ele ter que comprar horários para apresentar seus programas, e que não teria vaidade por isso. Tudo bem, SS falou isso naquela lendária entrevista em seu programa de 1988, mas falou. Hoje, dá pra questionar essa afirmação. 
 
Quase 30 anos depois, Silvio Santos fez dos últimos três meses uma loucura na sua própria emissora, o SBT. Colocou um garoto de 18 anos num telejornal matinal; lançou a sétima exibição de uma novela, "A Usurpadora", que até o meu cachorro vira-lata sabe de cor todas as falas; estreou um programa de fofoca para as tardes; decidiu criar um "padrão SBT de jornalismo" não ligado à linha editorial, mas ao visual; e por fim, retirou Raul Gil da programação.
 
É muita coisa, diga-se. Para nós, jornalistas que cobrimos televisão, é uma beleza. Assunto não falta e o pão de cada dia com o SBT é comprado com louvor. Mas o problema é justamente essas mudanças por nada. 
 
Nos últimos tempos, o SBT gozava de uma certa estabilidade. Uma mudança aqui e ali, é verdade, vide o "Primeiro Impacto" não sabendo exatamente o seu tempo no ar, mas você conhecia basicamente a programação. Agora, parece que tudo novamente pode mudar de última hora. 
 
Havia, claramente, uma intenção de seus diretores de manter a grade estável. Parece que Silvio Santos não faz muita questão de ter isso, sabe lá Deus qual o motivo.
 
Não acho que Silvio Santos tenha intenções ruins com suas decisões, devem ser as melhores possíveis, mas ele como diretor de programação é um genial apresentador. Nos últimos tempos, só prejudicou o SBT. E em 2016, uma emissora aberta se auto-boicotar desta forma não cabe mais. 
 

Gabriel Vaquer escreve sobre mídia e televisão há vários anos. No NaTelinha, é responsável por reportagens variadas e especiais. Ainda assina as colunas "Antenado", sobre TV aberta, e "Eu Paguei pra Ver", sobre TV por assinatura. Converse com ele. E-mail: gabriel@natelinha.com.br / Twitter: @bielvaquer

Mais Notícias