RedeTV! volta a se destacar em uma grande cobertura jornalística

Território da TV

Reprodução

Publicado em 14/11/2015 às 21:00:30

Por: Lucas Félix

De zebra a certeza, o destaque positivo sobre a RedeTV! em grandes momentos do telejornalismo vem sendo cada vez mais frequente. Não foi diferente na noite de sexta-feira (13) de caos em Paris e comoção ao redor do planeta após os maiores atentados da história da França.  
 
O repórter Marcos Clementino surgiu ao vivo direto das ruas da cidade-luz, mais precisamente em frente ao Stade de France, atualizando as informações sobre os ataques. Seguro, ele passou tranquilidade em todas as suas inserções e assim informou o público de maneira clara e firme. O mesmo pode se dizer de Marcelo Medeiros, que fez sua participação de Nova York.

Vale lembrar que enquanto a RedeTV! contava com Marcos no epicentro do planeta naquele momento, Record e Globo se contentavam com seus correspondentes em Londres, distante cerca de 400 quilômetros.
 
Nos estúdios do Brasil, a dupla formada por Amanda Klein e Mauro Tagliaferri também passou com louvor. Mesmo revezando as informações parisienses com outras pautas, o “RedeTV! News” conseguiu fazer um painel completo da situação no instante em que era exibido.

Também é destacável o bom uso do talk-show de Mariana Godoy, que mostrou seu sentido em ser ao vivo, para seguir repercutindo os destaques da noite.

Na Band, Ricardo Boechat mostrou seu grande timing, adquirido também pela experiência na rádio, para fazer render uma boa cobertura do “Jornal da Band” no instante inicial da notícia, quando as informações eram ainda mais confusas. Sua parceira de bancada Paloma Tocci também não decepcionou.

O canal do Morumbi foi um dos poucos a abrir “Plantão” de fato. O boletim especial que mostrou a confirmação das mortes na boate Bataclan ocorreu durante a transmissão do “Show da Fé”.

Já a Record foi o primeiro canal a noticiar os tiroteios, porém quando o “Cidade Alerta” já estava em sua faixa local, transmitido somente para São Paulo. O “Jornal da Record”, da competente Adriana Araújo e do calado Celso Freitas, foi esticado e derrubou a exibição da “Super Tela”.

A rede da Barra Funda pecou, porém, em fazer sua cobertura apenas em programas regulares, ou seja, transmitidos com atraso para quem não possui o horário de verão. Assim, todo o seu esforço foi ao ar com uma hora de delay e já defasado para grande parte do Brasil.

O colunista Lucas Félix mostra um panorama desse surpreendente território que é a TV brasileira. Ele também edita o http://territoriodeideias.blogspot.com.br e está no Twitter (@lucasfelix)



TAGS:

COMENTÁRIOS