Reportar erro
Colunas

Esporte na TV passa por experiências positivas neste fim de semana

Território da TV

futebol2015-globo.jpg
Divulgação/TV Globo
Redação NT

Publicado em 11/04/2015 às 17:07:08

Quase um ano depois da Copa do Mundo e praticamente um ano antes da Olimpíada, vivemos um certo vácuo esportivo.

2015 ainda vai ter Jogos Pan-Americanos, Copa do Mundo de futebol feminino, Copa América e outros grandes eventos, mas o fato é que nosso olhar agora se divide mesmo é entre o passado e o futuro, não no presente.

Em meio a isso, este final de semana será marcado por duas importantes experiências em TV aberta para nossas disputas internas, que podem abrir interessantes precedentes caso bem sucedidas.

Neste sábado (11), Globo e Band exibem somente para o estado de São Paulo o duelo entre Corinthians e Ponte Preta pelas quartas-de-final do Campeonato Paulista. No domingo (12), igualmente às 16h, ocorre o duelo entre Santos e XV de Piracicaba, mas com exclusividade do pay-per-view.

Mais cedo, às 11h, o Palmeiras repetirá a experiência de jogar pela manhã, desta vez medindo forças contra o Botafogo de Ribeirão Preto.

A TV acabou sendo coadjuvante na formulação desta tabela, que foi influenciada principalmente pela impossibilidade de segurança para jogos simultâneos das quatro grandes equipes paulistas e a expectativa de protestos de rua na tarde do domingo.

Mesmo obrigadas pelas circunstâncias, as redes vão experimentar uma nova alternativa para o caso de que as transmissões no meio de semana fiquem insustentáveis e seja mantido o empenho em exibir dois jogos a cada sete dias em sinal aberto, por exemplo.

Os sábados já foram refúgio do futebol em diversas oportunidades, mas geralmente em feriadões, quando as rodadas são antecipadas. Desst vez, o jogo exibido no sábado é um duelo de mata-mata e com share teoricamente alto. É uma verdadeira prova de fogo.

Por causa desse esquema diferenciado, a Globo exibirá o “Cinema Especial” no domingo para SP logo após o “Esporte Espetacular”, assim atrasando o “Esquenta” e a “Temperatura Máxima”.

A Band vai transmitir boa parte da prova da Fórmula Indy. Para o restante do país, ambas transmitem o futebol dominical normalmente, sendo a semifinal do Campeonato Carioca entre Flamengo e Vasco o destaque para a maioria das praças.

Outra peculiaridade é que Galvão Bueno ganhou folga da Fórmula 1 depois de passar a semana lançando seu livro, gerando um efeito dominó nas escalas. Assim, Cléber Machado irá narrar o Grande Prêmio da China, Luis Roberto sai do Estadual do Rio para o Paulista e Alex Escobar assume a narração no Maracanã.

Já nesta sexta-feira (10), a aposta foi totalmente intencional por parte da RedeTV!, que voltou ao circuito de transmissão do vôlei, dando horário nobre para a modalidade mais procurada pelos brasileiros para os Jogos Olímpicos até agora.

A transmissão da semifinal da Superliga feminina entre Osasco e Sesi foi a primeira do canal, que fará ainda as finais do torneio tanto entre as mulheres quanto também entre os homens, que será exibida por ela, pela Globo e pelo SporTV na manhã de domingo. O acordo fechado já engloba ainda a próxima temporada completa.

Feita dos estúdios da emissora e não do ginásio, apesar de ambos serem em Osasco, a narração de Marcelo do Ó foi caprichada e na medida para modalidade, sem considerar todos especialistas nas quadras, mas também evitando a necessidade de apresentar um esporte consagrado de forma professoral.

A comentarista Ida ficou perdida em alguns momentos, deixando momentos de vácuo em seus raciocínios, mas a experiência deve ir adequando sua fala ao ritmo da TV.

Mas o grande destaque não foi o conteúdo dos comentários e sim a forma de citação ao nome das equipes. A RedeTV! adotou o padrão oficial e chamou o popular Osasco de Molico Nestlé, respeitando o acordo de naming rights.  

Na chamada para a final do torneio masculino no domingo, o nome do patrocinador Sada também foi incluído ao da equipe do Cruzeiro.

A medida, controversa no meio publicitário, rendeu elogios nas redes sociais e já gerou uma identificação imediata dos fãs de vôlei com a emissora, o que pode reverter a fraca audiência na casa das decimais quando as transmissões forem melhor divulgadas.

O fortalecimento da RedeTV! no eixo esportivo, ainda mais em eventos paralelos, já vem desde que o canal foi responsável por lançar o UFC na TV aberta. E se torna ainda mais essencial para suprir o vácuo deixado pela grave crise na Band.


No NaTelinha, o colunista Lucas Félix mostra um panorama desse surpreendente território que é a TV brasileira.

Ele também edita o https://territoriodeideias.blogspot.com.br e está no Twitter (@lucasfelix)


 

Mais Notícias