Reportar erro
Colunas

Paranormalidade reacende o "Domingo Legal"

Enfoque NT

osparanormais-domingolegal.jpg
Divulgação/SBT
Thiago Forato

Publicado em 23/10/2014 às 18:01:01

Desde o dia 21 de setembro, o “Domingo Legal” vem levando ao ar um reality com um tema que até então era pouco tratado entre os programas brasileiros: paranormalidade.

Volta e meia, alguém aparece em alguma atração entortando talheres, usando a força do pensamento ou fazendo ilusionismo, mas é pela primeira vez que o tema está sendo seriamente tratado e tendo continuidade.

“Os Paranormais” é baseado no formato “Psychic Challenge”, que foi desenvolvido pela dinamarquesa Nordisk Film e Teve Partner com distribuição da francesa Zodiak Rights.

É uma competição séria que traz à tona as fragilidades dos ditos paranormais. Quem nunca se interessou em saber o que o futuro reserva? Se por um lado este é um meio repleto de charlatões, por outro é fácil se observar que realmente há pessoas que sabem o que estão fazendo. Tanto que os poderes de alguns participantes são verdadeiramente impressionantes, capaz de surpreender até os mais céticos.

Há diversidade entre os competidores de “Os Paranormais”, entre terapeutas, tarólogos, missionários, sensitivos, bruxos, etc. Mas alguns destoam do nível dos demais e já é possível identificar favoritos para a conquista do prêmio máximo de R$ 50 mil.

A edição do quadro merece parabéns, simplesmente perfeita. Não há como piscar. A escolha dos temas, idem. Não há nada surreal para que um paranormal identifique, e isso vem sendo provado com participantes que são bem sucedidos nas provas feitas pela produção.

Outro ponto a ser destacado é a flexibilidade de Celso Portiolli em lidar com qualquer tipo de situação. Seja com uma postura mais sisuda com ar de suspense, lidando com assuntos mais sérios, em quadros assistencialistas, de humor ou conduzindo um game-show como o eletrizante “Passa ou Repassa”. Consegue dominar todas essas esferas na maior competência.

O “Domingo Legal”, verdade seja dita, tem melhorado de um tempo pra cá, depois de um período entristecedor no que diz respeito a bom conteúdo. Celso Portiolli é um dos maiores comunicadores do país, que consegue aliar bem, como seu chefe, o termo de “apresentador” e “animador”. O que nem todos conseguem ser.
 

Thiago Forato é jornalista, escreve sobre televisão há nove anos e assina a coluna Enfoque NT há três, além de matérias e reportagens especiais no NaTelinha. Converse com ele: thiagoforato@natelinha.com.br  |  Twitter: @Forato_

Mais Notícias