Reportar erro
Colunas

Retorno de Boninho ao "Vídeo Show" evidencia fracasso de Waddington

1300f297f852bbe6e20c1120db489b51.jpg
Boninho - Divulgação
Thiago Forato

Publicado em 09/10/2014 às 17:32:03

Há quase um ano, o “Vídeo Show” virou do avesso nas mãos do diretor Ricardo Waddington. Em julho de 2013, sob suas mãos, até fez algumas alterações pertinentes no formato, tirando participação de Ana Furtado e André Marques, com mais matérias. O programa melhorou e a audiência respondeu bem.

Mas, em novembro, com ares de talk-show e a apresentação sob os cuidados de Zeca Camargo, o programa simplesmente desabou. A rejeição foi imediata e as derrotas para a Record começaram a se tornar frequentes, quando Luiz Bacci ainda apresentava o “Balanço Geral”.

Boninho, embora fosse criticado pelo que impunha dentro da atração, nunca fracassou a tal ponto de perder para a Record e a preocupar a cúpula da Globo. Uma reformulação sempre foi vista com bons olhos num programa que atravessa décadas na casa e sempre foi muito marcante dentro da programação, mas o que fora feito dentro da atração foi uma completamente desconstrução do “Vídeo Show” e abandonando naquilo que ele fazia de melhor, que era cobrir os bastidores da emissora.

Os erros eram vários. Zeca Camargo estava forçando a amizade na apresentação e as matérias não tinham qualquer conexão com ele, além do programa ter perdido sua identidade. Mas logo Zeca começou a perder espaço e a atração foi retomando as origens. Esse “arrisque” matou o “Vídeo Show” e pra reverter esse quadro vai ser ainda mais trabalhoso. O público dispersou. A audiência que por muitos era considerada de ruim para razoável, acabou piorando.

Se fosse em outra emissora, o “Vídeo Show” já teria saído do ar há muito tempo. Mas a Globo vem buscando reverter a situação investindo nele, tornando-o mais atrativo. Não vai ser nada fácil o trabalho de Boninho, que deverá retomar a direção ainda neste ano.

Quem viu, viu

Na noite desta quarta-feira (08), Silvio Santos, em um dos raros momentos, apresentou o "Roda a Roda" sem o seu tradicional microfone preso no pescoço. Beirou o irreconhecível.

Com o lançamento do “Show do Milhão”, ele tentou usar pra valer o microfone de lapela, mas não se adaptou. Nem o telespectador.

Subiu

A audiência do Campeonato Brasileiro, ao menos na Globo, deu uma subida considerável. A partida de ontem (8) ultrapassou os 20 pontos de média (deu 22), entre Cruzeiro e Corinthians. Na Bandeirantes, deu só 4.
 
Vale a pena

Para quem tem televisão por assinatura, a HBO está na segunda temporada da série “O Negócio”. Um episódio melhor que o outro. Logo, uma crítica mais detalhada da série neste espaço.

Qualidade ímpar do canal.


Thiago Forato é jornalista, escreve sobre televisão há nove anos e assina a coluna Enfoque NT há três, além de matérias e reportagens especiais no NaTelinha. Converse com ele: thiagoforato@natelinha.com.br  |  Twitter: @Forato_

Mais Notícias