Reportar erro
Colunas

Enfoque NT: "Amor à Vida" vira uma ilha de audiência dentro da Globo

29994ee7d1dd023e50073cb172de0385.jpg
Divulgação/TV Globo
Thiago Forato

Publicado em 28/11/2013 às 17:18:48

Há muito tempo a Globo não atravessava uma crise tão calamitosa de audiência como este ano. De suas cinco novelas no ar, apenas duas estão dentro do aceitável: “O Cravo e a Rosa”, uma “rereprise”, e “Amor à Vida”. Coincidência ou não, ambas de Walcyr Carrasco, autor que se consagrou por sempre alavancar o horário das 18h com suas produções.

Na última segunda-feira (25), o “Vale a Pena a Ver de Novo” registrou 18 pontos de média. Tudo bem que o share estava alto, mas não tem como tirar o mérito da produção, que foi exibida originalmente em 2000. São índices muito semelhantes aos de “Joia Rara” e “Além do Horizonte”, que são exibidas mais tarde, onde o índice de televisores ligados é muito maior.

Já “Amor à Vida” funciona como um guindaste. No meio desse mar de fiascos em que a dramaturgia global se encontra, a novela das 21h pega o bastão do “JN”, que fica ali por volta dos 25 pontos, e vai a mais de 40.

Não estou discutindo texto, enredo ou qualidade. A novela está agradando por algum motivo, coisa que as outras não estão e consegue se sobressair, mesmo numa crise em que a emissora vive. Não só ela, como toda a televisão tem sofrido com a proliferação da internet e a viabilidade de canais por assinatura. Por ser a maior, a Globo é quem mais sofre na pele os reflexos das novas mídias que vão surgindo.

A situação mais agravante é a de “Malhação”, que hora ou outra vai perder a liderança para o “Cidade Alerta”. Parece inevitável que isso aconteça. Vai entrar pra história. “Além do Horizonte”, apesar de não correr esse risco, vem marcando uma audiência sofrível. Mal se estabilizou acima dos 20 pontos de média ainda.

A velha discussão

Neste espaço, a discussão sobre filmes na televisão aberta já foi amplamente discutida. Todo mundo sabe que teve seus tempos de ouro. Mas de vez em quando aparece como um bom trunfo. Se bem escolhidos, os longas-metragens ainda podem render bons frutos.

A “Tela Quente” da última segunda-feira (25) deu 24 pontos de média, e foi até quase 1h da manhã. Qual outro programa da linha de shows da Globo vai até esse horário, com essa audiência? Nenhum.

O “Cine Espetacular” de terça (26), no SBT, exibiu o velho, porém eficiente “Mr. Nice Guy – Bom de Briga”, com Jackie Chan. Foi segundo lugar com 8 pontos.

Outro critério tem que passar a valer. Aqueles filmes que têm mais estatuetas do Oscar ou que tem os melhores efeitos especiais não seduzem o telespectador.

Teste na Globo

No próximo dia 6 de dezembro, acontece os sorteios de chaveamento dos grupos para a Copa do Mundo de 2014. A Globo vai mostrar tudo isso a partir das 13h50 e exibirá “O Cravo e a Rosa” na sequência, às 16h. Com isso, a “Sessão da Tarde” não irá ao ar e pode fazer a emissora a pensar seriamente em inverter a ordem das atrações.

 

A coluna Enfoque NT é diária! Confira todos os dias uma crítica diferente sobre o mundo da TV; relembre todas.


Contatos do colunista: thiagoforato@natelinha.com.br - Twitter: @Forato_

Mais Notícias