OlharTV: Não basta ser protagonista, tem que agradar

Divulgação/TV Globo

Publicado em 09/08/2013 às 10:48:11

Por: Taty Bruzzi

Uma pesquisa realizada pela TV Globo em São Paulo constatou que Amora, a it girl de "Sangue Bom", não agradou ao público devido a sua ambiguidade.

Para o telespectador, quando está com Bento (Marcos Pigossi) ela se mostra uma garota simples. Longe dele, é prepotente e arrogante.

Essa não é a primeira vez que uma protagonista é rejeitada. Atualmente, assim como ocorre com a personagem de Sophie Charlotte, Paloma (Paolla Oliveira) de "Amor à Vida" vem perdendo espaço para antagonistas como o Félix (Mateus Solano), seu irmão na trama, e Valdirene (Tatá Werneck), pertencente a outro núcleo.

A mocinha da trama assinada por Walcir Carrasco carrega nas costas uma história dramática que inclui sua verdadeira origem e ainda a separação da filha recém-nascida. No entanto, a jovem médica é melodramática demais, às vezes mimada, outrora infantil, e toda essa fragilidade vem cansando o telespectador.

Não faz muito tempo, quem rebolou muito atrás de conquistar a empatia do público foi Nanda Costa. A intérprete de Morena, protagonista de "Salve Jorge", sofreu rejeição desde o primeiro capítulo da novela de Glória Perez, em parte pelos próprios colegas que achavam sua escalação prematura.     
 
Nem sempre é bom se fazer de vítima

 
Para quem vê Paloma se debulhando em lágrimas é inevitável não se lembrar da Giuliana (Ana Paula Arósio) de "Terra Nostra" (1999), que deve ter passado 80% da novela de Benedito Ruy Barbosa chorando.

Não sei se estou sendo precipitada em afirmar, mas acredito que o povo de casa não curte personagens que se fazem de vítima todo o tempo ou ingênuas demais. Foi assim com a Marina de "Insensato Coração" (2011), outra personagem de Paolla Oliveira.

A designer era tão bobinha que chegava a irritar, pois acreditava em todo mundo. Inclusive em Leo (Gabriel Braga Nunes), o grande vilão da trama, com quem chegou a se casar.

Em 2007, Marjorie Estiano deu vida a Maria Clara, jovem rica e solitária que se deixava levar pela lábia de Ferraço (Dalton Vigh) em "Duas Caras", novela de Aguinaldo Silva.

O falsário roubava-lhe o dinheiro, deixando-a grávida e com uma mão na frente e outra atrás. Alguns anos e uma boa plástica depois, ele se tornava um grande empresário. Já ela, mesmo sem plástica, descobria seu paradeiro indo em busca de vingança.

Somente depois que assumiu a postura “justiceira é que a personagem começou a ganhar o respeito do telespectador, que acabou torcendo pela redenção de Ferraço e a união do casal.
 
E a lista das protagonistas rejeitadas não para por aí...

 
- "Viver a Vida" (2009):
a primeira protagonista negra de uma novela das nove e mais uma Helena na vida de Manoel Carlos não foi entendida pelo público. A personagem interpretada por Taís Araújo despertou antipatia quando chegou a ser acusada de provocar o acidente que deixou Luciana (Alinne Moaraes), a antagonista da trama, paralítica.
 
- "América" (2005):
a trama contava o drama dos brasileiros que viajavam ilegalmente para os EUA em busca de vencer na vida através de Sol (Deborah Secco). No entanto, o chororo da protagonista irritava quase que tanto quanto a sua cor exageradamente amarronzada. Além disso, o romance entre ela e o peão Tião (Murílio Benício) pecou pela falta de química e pela primeira vez a protagonista fica com o antagonista, neste caso Ed (Caco Ciocler).
 
- "Celebridade" (2005): a grande empresária Maria Clara Diniz (Malu Mader) perdeu o posto de protagonista para Laura Prudente de Moraes (Claudia Abreu), que fez da sua vilã o grande nome da novela. A redenção da mocinha se deu com a surra no banheiro que ela deu em Laura, chegando a quebrar-lhe um dente, quando ganhou a torcida do telespectador.
 
- "Renascer" (1992): na trama, Adriana Esteves era Mariana. O caráter dúbio e o sotaque falso irritavam o público. O romance entre ela e o coronel José Inocêncio (Antônio Fagundes) também não convenceu. Massacrada pela crítica, a atriz teve depressão e se manteve anos longe da TV.

 

Tatiana Bruzzi é colunista do NaTelinha e editora dos blogs: www.blogespetaculosas.blogspot.com e www.eueumesmaemeusfilmes.blogspot.com
 



COMENTÁRIOS