Reportar erro
Colunas

Terror em Boston coloca CNN novamente na disputa pela audiência

b2ebe9122e1c1e5998919c1f64b53ab6.jpg
Divulgação
Redação NT

Publicado em 03/05/2013 às 14:27:50

Há mais de cinco anos passando por uma grave crise de audiência, a CNN comemora sua volta à disputa entre os canais de notícias dos Estados Unidos.

Durante a cobertura das investigações sobre o atentado terrorista na maratona de Boston, que aconteceu na semana no dia 15 de abril, o canal viu sua audiência subir de apenas 500 mil telespectadores no horário nobre para até 6 milhões - na noite em que um dos suspeitos foi encontrado.

A MSNBC, segunda colocada, caiu para o terceiro lugar no mesmo período e a Fox News manteve a liderança.

O surpreendente é que depois que o atentado a Boston saiu do foco, a CNN manteve a disputa pela vice-liderança e a MSNBC não conseguiu recuperar sua audiência.

Na última quarta-feira (01), por exemplo, a CNN bateu a MSNBC no horário nobre das 18h até 22h, algo inédito nos últimos anos sem se tratar de nenhum plantão urgente.

Recorde

O atentado de Boston também levantou a audiência matutina da TV norte-americana.

Na semana de 22 de abril, o "Good Morning America" bateu recorde de audiência com 5,7 milhões de telespectadores.

O "Today", da NBC, também subiu para 4,9 milhões e o "CBS This Morning" manteve 2,9 milhões de pessoas ligadas no noticiário.

Late Night

Já entre os talk-shows norturnos, Jay Leno segue líder invicto.

O "Tonight Show", da NBC, fechou a semana de 22 de abril com 3,5 milhões de telespectadores.

No mesmo período, o "Late Show", da CBS, teve 2,8 milhões e o "Jimmy Kimmel Live", da ABC, 2,4 milhões de sintonizados.

Líder

Os playoffs da NBA seguem como maior audiência da TV paga dos EUA.

Na última quarta (01) a exibição da competição pela ESPN teve 4,4 milhões de telespectadores.

E por hoje é só
 
Espero vocês na próxima coluna com mais notícias sobre a televisão mundial no "NT Internacional".
 
 
Lucas Rocha é um estudioso sobre TV internacional e deixa os internautas do NaTelinha também por dentro da televisão no mundo.
 

Mais Notícias