Reportar erro
Colunas

Roda o VT: "Bom Dia" em nova companhia

19eb99938599be8e343930fe1a817576.jpg
Divulgação/SBT
Redação NT

Publicado em 18/03/2013 às 13:25:00

Estrearam nesta segunda (18) no comando do "Bom Dia e Cia" os novos apresentadores Ana Vitória Zimmermann e Matheus Ueta, vindos diretamente de "Carrossel". Apesar de a escalação das crianças ter sido divulgada somente na semana passada, a movimentação pelo aproveitamento dos (já) ex-integrantes da novela já estava clara há algum tempo.
 
Não é de hoje que se via a necessidade de dar novos ares ao infantil, diante do inevitável crescimento de Yudi Tamashiro e Priscilla Alcântara, que carregaram o programa durante anos a fio. A este fato se somava, ainda, a ausência de Maísa, deslocada para atuar em "Carrossel".
 
O estouro do remake da novela mexicana fez com que dali emergissem os substitutos naturais para Yudi e Priscilla que, diferentemente dos dois jovens que sucedem, já chegam ao programa conhecidos e queridos pelas crianças.
 
As escolhas de Aninha e Matheus ficaram evidentes - pelo menos para este colunista - durante o último "Teleton". O intérprete de Kokimoto e a menina que deu vida à Marcelina Guerra estiveram no palco junto com os colegas de elenco de "Carrossel", mas foram os únicos que permaneceram até o fim do evento, período em que contracenaram com Silvio Santos, ao vivo, e atenderam aos seus pedidos, como cantar, dançar e improvisar falas. Um baita teste, e ao vivo!
 
O SBT apenas esperou as gravações de "Carrossel" acabarem para concretizar essas mudanças. Houve uma rápida passagem do Bozo na apresentação do "Bom Dia e Cia" que não se relaciona com o processo: tratou-se mais de uma preparação para o programa solo do palhaço do que de outro tipo de estratégia.
 
Com Patati Patatá consolidando seu espaço, e com um novo formato, "Bozo" aos sábados e os novos comandantes do "Bom Dia e Cia", resta saber onde entrará Maísa.
 
Gugu volta a bater Faustão
 
Quem passou pela Record no último domingo à tarde, no horário do "Programa do Gugu", pegou três momentos distintos da atração. O primeiro, o quadro musical, com o animador melhor no comando, em comparação com as semanas anteriores; o segundo, uma enfadonha exposição de esmaltes, unhas e afins, ao vivo; e o terceiro, uma longa reportagem externa sobre a "casa do anão".
 
O anão é Marquinho, assistente de palco do "Balanço Geral", parceiro de Geraldo Luís responsável pelo toque "trash" no jornalístico.
 
 
O triunfo de Gugu é uma resposta às derrotas seguidas para "Eliana". A loira do SBT também apostou na emoção e teve como principal pauta um reencontro, temperado por lágrimas da própria apresentadora, que participou do desfecho.
 
 
O dominical da Record peca pela ausência de Gugu na longa matéria com o anão. Sequer logotipo do programa havia na tela, e um telespectador desavisado não saberia se estava assistindo ao programa do ex-pupilo do Silvio ou ao "Domingo Espetacular".
 
A vitória de Gugu, por fim, serve para mostrar que ele e sua direção estão conseguindo encontrar os melhores horários para os quadros e, também, para mostrar o desgaste do "Rola ou Enrola" e os limites do "Vamos Brincar de Forca", com quem Gugu guerreou.
 
Mas, é sempre bom lembrar, não é toda semana que existem grandes histórias para serem apresentadas.
 
 
Hamilton Kenji é titular dos blogs obaudosilvio.blogspot.com, letrasdotrem.blogspot.com e transcendentes.blogspot.com
Mais Notícias